O ano de 2020 ficará para sempre marcado na história como o ano do aparecimento da COVID-19.

Provocada pelo vírus SARS-CoV-2, esta doença rapidamente se tornou numa pandemia.

Desde então, várias organizações e governos desenvolvem esforços com o objetivo de conter a proliferação da doença.

No caso de Portugal, o uso de máscara passa a ser obrigatório a partir de 4 de maio, em espaços onde exista maior concentração de pessoas.

Com esta medida, surgem também várias questões na cabeça dos portugueses, tais como:

  1. Que tipo de máscaras existe no mercado?
  2. Que tipo de máscara é ideal para mim?
  3. Quanto custa uma máscara?
  4. Onde posso comprar máscaras?
  5. Em que situações sou obrigado a utilizar máscara?
  6. Como devo colocar uma máscara?
  7. Estou sujeito a multa em caso de incumprimento?

As respostas a todas estas questões estão neste artigo, sempre com o recurso a dados de entidades reconhecidas como a Direção-Geral da Saúde ou a plataforma online do Sistema Nacional de Saúde.

O aparecimento do COVID-19

Identificado pela primeira vez na cidade de Wuhan (China), no final de 2019, o este novo coronavírus abalou o mundo e alterou por completo o quotidiano da população. [1]

Chegou a Portugal em março de 2020 e rapidamente se alastrou pelo país chegando aos +25.000 casos positivos confirmados à data de escrita deste artigo (05/05/2020).[2] [14]

O vírus espalhou-se por vários países, de pessoa-a-pessoa através do contacto próximo com pessoas infetadas e do contacto com superfícies/objetos contaminados. [3]

estado corona virus em portugal 5/05/2020 - fonte DGS
Ponto de Situação Atual em Portugal – www.covid19.min-saude.pt (05/05/2020)

Medidas de prevenção em Portugal

O afastamento social e o encerramento de vários estabelecimentos com atendimento ao público foram apenas algumas das medidas tomadas.

Ainda foram definidas algumas boas práticas de higiene. No site da DGS [3], é possível encontrar as seguintes medidas de higiene e etiqueta respiratória:

  • Tapar o nariz e a boca durante a tosse ou espirro, com um lenço de papel ou antebraço;
  • Lavar as mãos com frequência;
  • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória;
  • Evitar o toque na cara com as mãos;
  • Evitar a partilha de objetos em que se tenha tocado.

A utilização de máscara em Portugal passa também a ser obrigatória a partir de 4 de maio. [6]

O uso obrigatório de máscara

As limitações durante Estado de Emergência Nacional [5] impostas até 2 de maio, dão lugar a novas medidas no momento em que o país passa para um Estado de Calamidade. [6]

Entre as novas restrições e medidas está o uso obrigatório de máscara em determinados locais.

Mas que locais são esses? Que tipos de máscara posso usar para me proteger a mim e aos outros? Vamos então descobrir!

Que tipos de máscaras existem?

Adicionalmente às medidas de prevenção como o distanciamento social, higiene das mãos e etiqueta respiratória, a comunidade geral deve então usar máscara. [6]

O SNS distingue as máscaras em três grupos [7]. São eles:

  • Respiradores (ou FFP – Filtering Face Piece): equipamento individual para o uso dos profissionais de saúde como médicos, enfermeiros entre outros , de acordo com a Norma 007/2020 da DGS;
  • Máscaras cirúrgicas: equipamento que previne a transmissão de pessoas para pessoas;
  • Máscaras não-cirúrgicas: também conhecidas como máscaras comunitárias, são produzidas através de diferentes materiais têxteis, para o uso da generalidade de população.

O que significa FFP (Filtering Face Piece) e quais as diferenças entre as suas variantes?

FFP, ou Filtering Face Piece, é a designação atribuída aos respiradores que a DGS normalizou como parte integrante dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para os Profissionais do Sistema de Saúde para a prevenção e controlo do COVID-19. [15]

Esse equipamento tem três classes, a FFP1, FFP2 e FFP3 mediante o nível de proteção que fornece, e apresentam as seguintes diferenças:

Respirador classe EU (EU-OSHA) Limite de penetração do filtro (fluxo de ar de 95 L / min) Fuga de ar para o exterior Equipação do Respirador classe US (NIOSH)
FFP1 Filtra pelo menos 80% das partículas em suspensão no ar < a 22%
FFP2 Filtra pelo menos 94% das partículas em suspensão no ar < a 8% N95 (filtra pelo menos 95% de partículas no ar)
FFP3 Filtra pelo menos 99% das partículas em suspensão no ar < a 2% N99

Legenda: EU-OSHA: Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho; NIOSH: Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos EUA; FFP: Face filtrante; N: Não é resistente ao óleo.

Que tipo de máscara é ideal para mim?

No caso da generalidade das pessoas, poderá ser utilizada a máscara comunitária, ou seja, não-cirúrgicas, sendo que se deverá privilegiar as opções com o selo de aprovação. [8]

selo de aprovação mascara covid-19

Este selo, lançado pelo CITEVE [9], é resultado do trabalho de um conjunto de especialistas de diversas áreas e instituições, onde se incluem o INFARMED, a ASAE e o Instituto Português da Qualidade.

Já nos casos dos grupos de risco, nomeadamente pessoas idosas, com doenças crónicas, pessoas com compromisso do sistema imunitário e ainda asmáticos, deverá ser utilizada a máscara cirúrgica. [8]

Quanto custa uma máscara cirúrgica? E uma máscara comunitária certificada?

O preço das máscaras varia de loja para loja. A escassez de matéria-prima e elevada procura a nível mundial fizeram com que os preços deste tipo de produtos aumentassem. [12]

No KuantoKusta é possível comparar preços de máscaras cirúrgicas.

A unidade deste produto pode ser adquirida, à data da redação deste artigo, por um preço entre os 0,89€ e os 1,19€.

Também é possível encontrar packs de 10 unidades com preços entre os 8,95€ e os 16,20€.

Os packs de 20 unidades de máscaras cirúrgicas, custam entre os 21€ e os 31,50€.

Finalmente, um conjunto de 50 máscaras cirúrgicas, podem custar 30€ e 65€.

Já no que diz respeito às máscaras comunitárias certificadas pelo CITEVE, os preços sobem ligeiramente, sendo que é possível encontrar packs de 5 unidades reutilizáveis até 5 lavagens por cerca de 20€.

Os preços das máscaras comunitárias variam mediante o nível de proteção, número de lavagens e materiais utilizados.

Onde posso comprar máscaras?

No que diz respeito às máscaras cirúrgicas, é possível comprar em qualquer farmácia e parafarmácia.

Também estão disponíveis em lojas e superfícies comerciais. No KuantoKusta, é possível encontrar e comparar preços de lojas que comercializam máscaras cirúrgicas.

Quanto às máscaras comunitárias certificadas, o CITEVE divulgou uma lista com um conjunto empresas com certificação para produção das suas máscaras comunitárias. [9]

Em que situações é que devo usar máscara?

Quanto aos momentos em que se deve utilizar máscara, o site da DGS [10] diz que a generalidade da população deve utilizar máscara:

  • Enquanto se permanecer em espaços interiores com outras pessoas, nomeadamente estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, locais com serviço ao público, estabelecimentos de ensino e infantários;
  • Durante a utilização de transportes públicos.

Quanto aos grupos de risco, como idosos ou pessoas com doenças crónicas, deverão utilizar máscara sempre que saírem de casa. [11]

Como devo colocar e retirar uma máscara?

Ao colocar a máscara, a DGS alerta [3] que devem ser seguidos os seguintes passos:

  1. Antes de colocar a máscara, deve-se lavar bem as mãos com água e sabão ou, em alternativa, com uma solução à base de álcool;
  2. Colocar a máscara, segurando nos elásticos apenas, com o lado branco virado para dentro e a borda dobrável virada para cima;
  3. Ajustar a máscara ao rosto.

Ao retirar, também é necessário ter alguns cuidados:

  1. Lavar novamente as mãos com água e sabão ou, em alternativa, com uma solução à base de álcool;
  2. Remover a máscara puxando-a apenas pelos elásticos;
  3. Manter a máscara longe da cara, roupas, objetos e superfícies;
  4. Colocar a máscara no recipiente indicado e lavar novamente as mãos.

Com o vídeo acima, a Direção-Geral da Saúde exemplifica a colocação e a remoção de uma máscara cirúrgica.

Existe alguma multa se eu não usar máscara?

Sim. Aqueles que não respeitarem as diretrizes relativas à utilização de máscara nas situações indicadas estão sujeitos a multas que poderão ir dos 120€ aos 350€. [13]

Fontes

  1. SIC Notícias: Cronologia dos principais momentos de um surto na China que evoluiu para pandemia global;
  2. SIC Notícias: Anunciados os primeiros dois casos de coronavírus em Portugal;
  3. DGS: COVID-19 – Perguntas Frequentes;
  4. RTP Notícias: Covid-19. Governo apresenta medidas a impor sob Estado de Emergência;
  5. ESTAMOS ON – Resposta de Portugal à COVID-19: Estado de Emergência Nacional > Pacote de Medidas;
  6. RTP Notícias: De estado de emergência a estado de calamidade: o que muda;
  7. SNS24: Quais os tipos de máscara que existem?;
  8. SNS24: Que tipo de máscara devo usar?;
  9. CITEVE: Selo “Máscaras – COVID-19 Aprovado”;
  10. SNS24: É obrigatório usar máscara?;
  11. SNS24: Os grupos de risco devem usar máscara?;
  12. ECO: Preço das máscaras e álcool em gel dispara mais de 1.500%;
  13. JN: Multas para quem não usar máscara nos transportes públicos;
  14. DGS: Ponto de Situação Atual em Portugal
  15. DGS: Prevenção e Controlo de Infeção por SARS-CoV-2 (COVID-19): Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

Comentários