O novo ano letivo aproxima-se com uma certeza: perante a COVID-19, a comunidade educativa prepara-se para o imprevisto da melhor forma possível.

As escolas abrem entre 14 e 17 de setembro com novas medidas, mais aulas e menos dias de férias. É por isso natural que pais e alunos olhem para o início das aulas com inquietação.

No entanto, mesmo em contexto atípico, é possível preparar um regresso à escola económico, divertido e sem stress.

A onda de entusiasmo da pequenada perante o aproximar de um novo ano escolar é contagiante. Escolher a mochila nova, encadernar os livros, preparar o estojo, experimentar as sapatilhas da educação física, fazer a inscrição para as aulas de ballet… É um reboliço que começa ainda durante o querido mês de agosto e que deixa os pais numa verdadeira azáfama.

Nos dias de hoje, a lista do material escolar para o início das aulas mais parece a ementa de um buffet asiático “All you can eat”.

O problema é que, neste caso, é difícil gastar uma pechincha. Na verdade, para grande parte das famílias, setembro é um mês de ginástica financeira para cumprir com o orçamento planeado sem comprometer o que as crianças realmente precisam.

E como se as preocupações não fossem suficientes, há um vírus que mudou para sempre a nossa normalidade e que obrigou a novas medidas para o ano letivo 2020/21. Mas setembro não tem de ser uma dor de cabeça e é possível um regresso às aulas sem dramas e sem deixar o orçamento familiar em maus lençóis.

Aqui ficam 10 dicas para preparar o regresso às aulas de forma simples e muito fáceis de implementar em família.

Tabela de Conteúdos

  1. Começar com antecedência
  2. Fazer uma lista
  3. Reutilizar materiais
  4. Pesquisar e comparar preços
  5. Investir na qualidade
  6. Regressar ao ritmo de forma gradual
  7. Consciencializar as crianças sobre o Covid-19
  8. Criar um espaço de estudo em casa
  9. Gerir expectativas
  10. Festejar o início das aulas

1. Começar com antecedência

Pensar como a formiga: armazenar comida durante o verão para desfrutar no inverno.

À medida que a data do regresso às aulas se aproxima, os preços tendem a aumentar. Por isso, é boa ideia comprar o material escolar com antecedência e até aproveitar as promoções que começam ainda durante o mês de agosto.

2. Fazer uma lista

O planeamento faz milagres em todas as áreas.

Ter uma lista do material escolar necessário ajuda a evitar descarrilamentos ou surpresas no orçamento destinado para o regresso às aulas.

3. Reutilizar material dos anos anteriores

Esta dica para preparar o regresso às aulas é uma verdadeira promoção “leve dois pague um”: os miúdos fazem uma limpeza ao quarto e, ao mesmo tempo, aproveitam o material que ainda está em perfeitas condições.

Vão todos ficar surpreendidos com os estojos e canetas que estavam esquecidos no quarto da criançada.

4. Pesquisar e comparar preços

Felizmente, já não é preciso colecionar os folhetos promocionais que os supermercados teimam em deixar no nosso correio. Tudo está online!

E online é fácil comparar preços e perceber de imediato onde é mais compensatório comprar o material escolar, roupa, calçado, equipamento desportivo, instrumentos musicais, tablet, etc.

5. Investir na qualidade

A escolha de uma mochila escolar resistente ou de um portátil ideal para estudantes leve e com boa capacidade são o tipo de produtos que merecem uma cota mais significativa do orçamento destinado ao novo ano letivo. Vão ser sempre necessários e, portanto, compensa que durem mais tempo.

6. Regressar ao ritmo de forma gradual

As primeiras cinco semanas de aulas serão de recuperação e consolidação dos conhecimentos do ano anterior. Além disso, o ano letivo 2020/21 vai ser mais longo, com mais aulas e períodos de férias mais curtos.

Será fundamental recuperar com antecedência as rotinas, os horários e os ritmos de trabalho do período escolar. Por isso é ideal aproveitar o início de setembro para pôr em prática pequenos reajustamentos, como:

  • deitar e levantar as crianças mais cedo;
  • dedicar cerca de 30 minutos por dia a atividades relacionadas com a escola, como ler um livro, escrever, fazer palavras cruzadas, etc;
  • definir algumas regras para o novo ano letivo, por exemplo, não usar telemóveis durante as refeições e fazer os trabalhos de casa mal cheguem da escola.

7. Consciencializar para as medidas em contexto do coronavírus

No ano letivo 2020/21, os professores e os alunos terão de usar máscara e manter o distanciamento obrigatório de 1,5 m nas salas de aula. Para além disso, os intervalos deixarão de ser no recreio ou no exterior da escola.

É importante consciencializar as crianças para esta nova realidade e procurar estratégias de adaptação, como, por exemplo, privilegiar atividades ao ar livre para colmatar o tempo que vão passar dentro da escola.

8. Criar condições para o estudo em casa

Preparar para o pior e trabalhar para o melhor é o mote deste regresso às aulas.

Todas as escolas vão funcionar em regime presencial, mas o Ministério da Educação tem acautelados os planos “Misto” e “Não presencial”, caso seja necessário recuar.

O ensino misto será com aulas presenciais, aulas síncronas e trabalho autónomo. O ensino não presencial será igual ao que aconteceu nestes últimos meses, com pequenos desenvolvimentos preparados pelas escolas.

Assim, é prudente garantir que em casa existem boas condições para o estudo. Nomeadamente:

  • ter um espaço dedicado, sem ruídos e grandes distrações;
  • decorar o espaço ao gosto das crianças;
  • ter uma cadeira confortável e ergonómica;
  • organizar todo o equipamento tecnológico necessário para o regresso às aulas: como o computador, as colunas, os auscultadores e a impressora, na área escolhida;
  • ter uma secretária de trabalho;
  • garantir que o espaço de estudo é bem iluminado.

9. Conversar sobre o novo ano letivo

Se já é normal as crianças sentirem alguma ansiedade com o início das aulas, é compreensível que o atual contexto de pandemia COVID-19 gere ainda mais dúvidas.

Conversar em família sobre a nova etapa, as mudanças e as expetativas é fundamental para um ano letivo mais tranquilo.

10. Festejar o início das aulas

Aproveita o fim de semana anterior ao começo das aulas para organizar um piquenique, um passeio de bicicleta, ou um jantar especial em família (pizza night!), de modo a festejar o regresso à escola e fazer desta etapa uma experiência divertida, positiva e memorável.

Fontes:
1. https://www.dgeste.mec.pt/wp-content/uploads/2020/07/Orientacoes-DGESTE-20_21.pdf
2. https://www.portugal.gov.pt/pt/gc22/comunicacao/noticia?i=governo-apresenta-medidas-para-o-proximo-ano-letivo
3. https://sicnoticias.pt/pais/2020-07-03-Como-vao-ser-as-aulas-a-partir-de-setembro-
4. https://rr.sapo.pt/2020/07/16/pais/saiba-o-que-pode-mudar-no-regresso-as-aulas-do-proximo-ano-letivo/noticia/200520/

Diana Sousa
Autor

Esposendense de coração, a Diana é doida por boa comida e anda constantemente perdida nos motores de busca de voos, em pulgas com a próxima aventura. Acalma os bichos carpinteiros com treinos diários de cross training e rende-se facilmente perante um bom storytelling.

Comentários