Esta história leva-nos de volta à infância, seja à de quem como eu tinha 8 anos quando foi ao cinema ver este desenho animado, em 1994, seja à de quem nos acompanhou nessa aventura e se emocionou connosco, ou dos mais pequenos, que viram em televisão, anos mais tarde.

Resultado de imagem para lion king

O filme produzido pela Walt Disney Animation e pela Walt Disney Pictures, inspirado em partes da obra de Hamlet de William Shakespeare, foi um autêntico sucesso de bilheteiras. Em portugal foi o primeiro filme da Disney traduzido para português, o que para as crianças foi um desenvolvimento importantíssimo, e quando um ano mais tarde saiu em VHS as casas encheram-se de sons da selva, risos de hienas e musica de Elton John.

É comum encontrarmos hoje jovens na casa dos 30 (eu com muito orgulho) a saberem ainda de cor as falas do início ao fim do filme e a banda sonora completa. As K7s rodavam sem parar e quando chegavam ao fim eram rebobinadas para dar logo de seguida lugar a um novo “Nats ingonya ba bagithi Baba/ Sithi uhm ingonya aba”. Não existiam tablets nem smartphones, por isso era a maneira que os nossos pais encontravam de nos entreter, mantendo-nos quietos, hipnotizados, na frente da televisão durante uma boa hora e meia.

Todos estes factos históricos, carregados de sentimentalismo, são a razão para estar a haver todo este burburinho em volta do remake produzido por Jon Favreau. Acreditamos que nos vamos sentar na sala de cinema e que vamos ter a mesma sensação de espanto e admiração que tivemos há 25 anos atrás.

O remake conta com vozes de Beyoncé a fazer de Nala, Chiwetel Ejiofor como Scar e Donald Glover como Simba. As músicas são quase todas remakes das originais, havendo apenas duas novas, “Spirit” e “Never too Late” interpretada por Beyoncé e Elton John.

Resultado de imagem para lion king

A crítica ao remake, para já, divide-se. Enquanto que alguns críticos se deixam levar pelas memórias que o filme tráz outros consideram que ficou aquém das expectativas:  “Embora possa orgulhar-se de suas realizações visuais, este Rei Leão é uma obra recontada que não tem a energia e o coração que tornaram o original tão amado – embora para alguns fãs isso possa ser o suficiente.”

Resultado de imagem para lion king

De qualquer das maneiras o filme ganhou nova vida. Os bonecos do Rei Leão voltaram para as prateleiras, agora, com novas modalidades que antes não existiam, como os funkos e é uma justificação mais do que suficiente para se ir às salas de cinema nos meses de Verão.