As salas de estar e de jantar têm a mesma missão: reunir a família e os amigos. Por isso, na hora de escolher a decoração destes espaços, especialmente quando são comuns e mais pequenos, torna-se ainda mais desafiante. Procura-se aliar o conforto ao design e até aos diferentes gostos e preferências de cada pessoa.

Pode parecer uma missão impossível, mas existem algumas formas de simplificar o processo e fazer as melhores escolhas. Para ajudar, reunimos algumas dicas de decoração para sala de estar com sala de jantar e as suas principais vantagens.

As vantagens das salas de estar e jantar integradas

Para quem adora ambientes open space, os espaços integrados vieram solucionar os problemas com obras para deitar paredes abaixo ou para conseguir decorar divisões “fechadas” e distintas.

Os espaços de área social integrados, tais como as salas de estar e de jantar ou as kitchenettes, têm sido uma das soluções mais requisitadas em projetos de arquitetora e de design de interiores. Tornar os espaços mais flexíveis, mais hospitaleiros e mais sociáveis estão entre as principais vantagens apontadas. Mas os prós não ficam por aqui.

Ambientes mais íntimos e acolhedores

As salas de estar e jantar integradas são mais propícias e potenciam a socialização.

Neste tipo de divisões barreiras como paredes e portas acabam por ser derrubadas, dando lugar a ambientes mais abertos, onde todos se conseguem ver e comunicar. Especialmente em apartamentos e casas mais pequenas, as salas de estar com sala de jantar conferem uma sensação de maior intimidade e acolhimento.

Decora a tua sala aos melhores preços. Descobre a área de Casa e Decoração do KuantoKusta!

Temos mais de 2 milhões de produtos, em mais de 1100 lojas. Tudo em KuantoKusta.pt.

Sensação de maior amplitude do espaço

Espaços com poucas fragmentações, divisórias, portas e pilares resultam em divisões mais amplas e agradáveis, que vão mais além dos metros quadrados que realmente apresentam.

No caso das habitações mais pequenas, os ambientes integrados, como salas de estar e de jantar, esta solução acaba por “disfarçar” o pouco espaço que existe. As divisões parecem estender-se, dão a perceção de serem um pouco maiores, principalmente quando todos os cantos são aproveitados da melhor maneira.

Cómodo e prático para a família

A comodidade e praticidade de uma sala de estar e de jantar integrada reflete-se no dia a dia de qualquer família.

Em festas de aniversário ou em convívios com amigos, por exemplo, as pessoas não têm de se dividir entre duas divisões. Num único espaço, temos uma área de refeições e uma mais social. Isto é possível porque os dois cómodos se complementam. E sempre ouvimos dizer que a hora de conversar e de comer raramente ficam separadas quando todos se juntam!

Menores custos com móveis e decoração

A flexibilidade destes espaços e a possibilidade de reinventar a decoração, simplesmente mudando os móveis de lugar ou pequenas peças decorativas, é o suficiente para poupar bastante o seu orçamento.

Com pequenos ajustes aqui e acolá e sem gastar muito dinheiro, consegue-se dar o toque necessário para tornar uma sala diferente. Ao contrário das salas separadas, que obrigam a preencher com móveis e decoração duas divisões díspares.

Agora que exploramos o potencial destes espaços, passemos para as dicas de decoração de sala de estar e de jantar.

sala de jantar pequena
Fonte: Unsplash

10 dicas de decoração para sala de estar com sala de jantar

1. Usar e abusar dos contrastes

Uma das principais dicas de decoração para salas integradas é tirar proveito dos contrastes. Isto engloba desde a cor da pintura, ao piso e até ao mobiliário.

No que diz respeito à pintura, diferenciar as cores das paredes da área social e de refeição cria uma limitação do espaço muito subtil e agradável. Tem ainda a possibilidade de recorrer ao papel de parede ou aos painéis decorativos. O mesmo se aplica ao piso. Pode escolher dois pavimentos diferentes para marcar a transição entre uma área para a outra.

2. Juntas, mas com personalidades distintas

Há quem vá mais longe e escolha um estilo decorativo para a área de estar completamente diferente daquele que foi definido para o espaço de refeições. Imagina uma sala de estar num estilo nórdico e a sala de estar com um estilo mais industrial. Dois estilos opostos que podem combinar perfeitamente.

Esta é daquelas dicas de decoração para a sala que agrada a todos – até mesmo casais com gostos opostos.

3. Mas se preferires, utiliza o mesmo estilo

Optar por marcar as áreas com diferentes tons, estilos e pavimentos pode ser aquilo que resulta para algumas famílias. Mas o contrário também é válido. Se a ideia for manter a harmonia visual, o ideal é pensar na decoração do espaço como um todo, como se pode ver na imagem abaixo.

sala de jantar e estar juntas
Fonte: Unsplash

4. De costas voltadas

Quanto à disposição dos móveis esta é uma das dicas de decoração para salas mais utilizada pelos designers de interiores, uma vez que permite limitar melhor as zonas de refeição e de estar.

Se o espaço assim o permitir, experimenta dividir estas duas áreas ao colocar o sofá de costas para a mesa de jantar.

Os sofás chaise longue e sofás com arrumação são ótimos aliados, pois ajudam a “fechar” a zona em que se encontram e ainda a manter a divisão arrumada.

5. Menos é mais

Os móveis, a decoração, a paleta de cores e os materiais minimalistas, como a madeira crua ou o linho, resultam numa composição simples e elegante. Estes materiais e cores leves dão coerência aos espaços e criam uma sensação de maior amplitude.

Tenta não sobrecarregar muitos o espaço com móveis, objetos de decoração e iluminação, especialmente se a divisão for pequena. Sempre que for necessário dar um up à decoração, ter menos móveis facilita as mudanças de disposição e integração de novas peças.

6. Apostar no conforto e na praticidade

Investir em móveis e têxteis que proporcionem bastante conforto e comodidade é uma das melhores dicas de decoração para sala que te podemos dar. A ideia é tentar ao máximo criar um ambiente acolhedor e prático, adaptado às rotinas da família.

Os móveis polivalentes podem ser excelentes aliados neste missão. Peguemos no exemplo dos puffs com arrumação: além de serem confortáveis e bonitos, permitem arrumar mantas e outros objetos que normalmente iriam estar espalhados pela sala.

mesa de jantar
Fonte: Pexels

7. Mesa de jantar ajustada

A mesa de jantar é o ex-libris de qualquer área de refeições. No entanto, pode ser a peça com maior impacto, caso não seja escolhida corretamente.

Em apartamentos com salas de estar e de jantar comuns, as mesas de jantar podem ocupar demasiado espaço que seria útil para outros móveis. Neste caso, a melhor alternativa são as mesas redondas, que ocupam muito menos espaço na sala, sem roubar espaço à mesa.

Para quem não está disposto a abdicar de uma mesa de jantar tradicional (retangular), deixamos mais duas dicas de decoração para salas integradas:

  • Escolher uma mesa extensível;
  • Num dos lados da mesa, optar por colocar um banco corrido à largura da mesma,
    em vez de cadeiras.

Em qualquer uma destas opções, também se consegue poupar algum espaço.

8. Iluminação em destaque

Definir a iluminação de salas integradas pode ser um verdadeiro desafio, principalmente se a sala tiver uma disposição mais quadrada ou se for pequena.

O segredo é explorar outras soluções de iluminação para além da luz de teto: iluminação de parede, candeeiros de pé, candeeiros de mesa, luzes de presença, grinaldas de luz, etc.

Vamos a um exemplo prático: imagina que tens uma sala pequena e quadrada, com um único ponto de luz no teto, no centro da divisão. Para criar mais pontos de luz, pode-se colocar um candeeiro de pé sobre a mesa de
jantar. Na área correspondente à sala de estar, adicionar um candeeiro de mesa ou uma luz decorativa na mesa de apoio ou de centro é o suficiente para iluminar o espaço e melhorar a sensação de conforto.

9. Separar as águas, ou melhor, as salas

A disposição dos móveis pode variar dependendo da estrutura, tamanho e disposição da sala. Uma das soluções mais comuns é separar a área de jantar e de estar com a criação de um espaço de circulação.

Usar móveis a dividir as duas áreas também é uma excelente opção. É tão simples quanto pôr o sofá de costas voltadas para a mesa de jantar ou uma estante no meio das duas áreas.

Existem ainda opções como biombos, divisórias em vidro ou com ripas de madeira, a criação de portas de correr que abrem e fecham uma das áreas, etc.

10. Os têxteis são excelentes aliados

Existem outras formas mais simples e até económicas de delimitar as áreas de estar e de jantar: com têxteis.

Os tapetes e as cortinas são itens geralmente mais em conta e podem ser usados como divisórias. Um tapete na área do sofá e outro por baixo da mesa de jantar criam automaticamente duas limitações agradáveis. Já as cortinas podem substituir portas e até paredes.

Estas soluções são muito mais flexíveis, não são permanentes e conseguem tornar os espaços acolhedores.

Autor

A Catarina adora passar tempo em família, ver séries e não dispensa um bom livro. Descobriu recentemente o gosto pela escrita e por partilhar dicas e ideias sobre Casa e Decoração.

Comentários