Portugal tem uma imensa oferta dedicada ao turismo, seja para destinos com belas praias, campos a perder de vista, diversidade cultural ou de outro tipo.

De norte a sul do país, não esquecendo as ilhas, as opções são imensas. E claro, muitos são os destinos com soluções para férias de verão em Portugal baratas, que certamente serão uma surpresa para muitos e que vão deslumbrar outros tantos.

Assim, para ajudar na escolha do destino ideal, neste artigo estão 12 opções de norte a sul para umas merecidas férias de verão.

Preparado/a? Chegou a hora de pegar no papel, caneta e começar a delinear o plano!

Tabela de Conteúdos

12 destinos para passar férias de verão em Portugal

cidade do porto, caves do vinho interior
Fonte: Freepick (Autor: Bearfotos)

Sugestões de destinos no Norte de Portugal

Caracterizado pelo terreno rochoso, campos vinícolas mundialmente famosos e cidades deslumbrantes, o Norte de Portugal continua a ser um dos segredos mais bem guardados do próprio país. Destino de uma infinidade de locais para todos os gostos e orçamentos, é a região ideal para sair da azáfama citadina e de ir em família, com a cara-metade ou com os amigos.

No norte, destacam-se como destinos de eleição as regiões do Douro, Minho e Trás-os-Montes. Nestas regiões os principais locais de referência para escapadinhas de verão são:

1. Porto

Para descobrir a região do Douro, nada como começar pela cidade invicta.

A muy nobre e antiga cidade do Porto é um dos bastiões do Norte de Portugal.

Com uma região envolvente extremamente rica culturalmente, tem um conjunto de atrações a não perder.

Atrações locais
Atividades Lúdicas
Natureza e Ar livre
  • Praias de Gaia, Matosinhos e Leça;
  • Parque da Cidade;
  • Jardins do Palácio de Cristal.
Arredores a não perder

A cerca de 50kms do Porto, Amarante parece uma cidade saída de um postal.

Considerada por muitas entidades estrangeiras como um dos locais imperdíveis nesta zona é um dos exemplos da arquitetura local portuguesa e paisagens deslumbrantes.

Com destaque para a Ponte de São Gonçalo do século XVIII e a Igreja de São Gonçalo do século XVI.

Sugestões de Alojamento no Porto

Para uma escapadinha perfeita na região do Porto, nada como ficar estabelecido no coração da cidade. Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer no Porto

Dependendo dos gostos o Porto oferece, a quem o visita, pratos cheios de sabor e tradição.

Para quem visita pela primeira vez, não pode perder a clássica Francesinha (Restaurante Yuko), as Tripas à moda do Porto (Restaurante Pombeiro), e claro, a cozinha de Assinatura (DOP – Chefe Rui Paula).

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 40-50€.

2. Gerês

A zona do Gerês é um local único em Portugal. Situada no Minho, é o destino ideal para uma escapadinha de verão e umas férias baratas.

Seja cultura, gastronomia ou natureza, no Gerês não falta o que visitar e descobrir.

O Parque Nacional Peneda-Gerês alberga aldeias, localidades e atrações turísticas prontas para representarem a essência da região.

Visita às aldeias típicas
  • Castro Laboreiro;
  • Aldeia do Lindoso;
  • Aldeia do Soajo;
  • Pitões das Júnias;
  • Vilarinho das Furnas.
Atrações Locais
  • Castelo Lindoso (Preço: 1,5€ para a exposição);
  • Castelo de Castro Laboreiro;
  • Mosteiro de Santa Maria das Júnias;
  • Mirador da Pedra Bela.
Natureza e Ar livre
  • Trilhos
    • Trilho de Pitões de Júnias (Distância: 3 a 4 km);
    • Trilho da Geira Romana (Distancia: 10km);
    • Trilho da Calcedónia (Distancia: 7km);
    • Portela do Homem – Trilha Minas dos Carris (Distancia: 22km).
  • Cascatas
    • Cascatas do Tahiti;
    • Cascata da Peneda;
    • Cascata do Arado;
    • Cascata da Portela do Homem;
    • Cascata de Pitões de Júnias.
Sugestões de Alojamento no Gerês

Seja no centro da vila ou em qualquer outra localidade da zona, a garantia de descanso, diversão e aventura, é uma certeza. Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer no Gerês

Comida típica e em quantidades generosas é o que não falta. Conhecido pelas adegas e restaurantes regionais o Gerês é uma caixinha de surpresas gastronómicas.

As sugestões são: O Abocanhado, Petiscos da Bó Gusta e o Restaurante Lurdes Capela.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 35-45€.

3. Costa Minhota

A Costa Minhota, para além do Parque Nacional Peneda-Gerês, é outro dos tesouros do norte de Portugal. Por todo o litoral do distrito de Viana do Castelo, oferece aos seus visitantes vilas e aldeias muito típicas, que combinam praia, natureza e tradição.

Com uma cultura única, gastronomia bem apurada, esta região reúne numa linha de costa imensos locais para conhecer.

Principais cidades e vilas a visitar
  • Castelo de Neiva
  • Amorosa
  • Cabedelo
  • Viana do Castelo
  • Areosa
  • Carreço
  • Afife
  • Vila Praia de Âncora
  • Moledo
  • Caminha
Atrações Locais
  • Castelo de Neiva
    • Centro Histórico da Vila
    • Castelo Ni & Ro
  • Amorosa – Chafé
  • Cabedelo
    • Porto turístico
  • Viana do Castelo
    • Citânia no Monte de Santa Luzia
    • Santuário de Santa Luzia
    • Museu do Traje (desde 2€)
    • Navio Gil Eannes (desde 4,5€)
    • Forte de Santiago da Barra
    • Centro Histórico
  • Areosa e Carreço
    • Forte da Areosa
    • Farol de Montedor
    • Forte de Paçô
  • Afife
    • Casino Afinfense
  • Vila Praia de Âncora
    • Forte do Cão
    • Cividade de Âncora
    • Anta da Barrosa
    • Forte da Lagarteira
  • Moledo
    • Miradouro do Sino dos Mouros
  • Caminha
    • Centro Histórico de Caminha
    • Torre do Relógio
Natureza e Ar livre

Tendo em conta toda a costa minhota, os principais destaques desta região são mesmo as praias. Desde Castelo de Neiva à vila de Caminha, praias tranquilas e convidativas é o que não vão faltar. Eis as principais:

  • Praia da Pedra Alta
  • Praia de Lordelo
  • Praia da Amorosa
  • Praia do Rodanho
  • Praia do Cabedelo
  • Praia do Coral
  • Praia de Carreço
  • Praia do Paçô
  • Praia de Afife
  • Praia do Forte do Cão
  • Praia do Moledo
  • Praia da Foz do Minho
Sugestões de Alojamento Costa Minhota

Seja em Viana do Castelo (cidade) ou qualquer outra localidade costa minhota, a garantia de alojamentos com uma boa relação qualidade/preço é uma certeza. Para dois adultos, os destacados são:

Sugestões de onde comer Costa Minhota

A gastronomia do distrito de Viana do Castelo é tipicamente minhota. Contudo, a Costa Minhota mistura o requinte e prazer dos sabores do Mar. Esta forte ligação trouxe para a cozinha alguns dos melhores pratos de peixe e marisco.

As sugestões de restauração são: Restaurante Segredos Do Mar, Tasca Do Gomes, Tasquinha da Linda, Areia Restaurante Bar, Marinheiro – Restaurante, Tornedó e a Restaurante Adega do Chico.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 70-85€.

4. Chaves

Chaves tem muito para oferecer a quem a visita. A principal atração da cidade são as suas termas, famosas por serem eficazes no tratamento de várias doenças. Com uma temperatura de 74 ºC são as mais quentes da Europa.

Visitar Chaves acaba por ser uma surpresa para muitos. Com uma Gastronomia apreciada por inúmeros críticos, recheada de enchidos e carnes curadas, e o tradicional Artesanato que tem sido mantido ao longo dos séculos, Chaves é um destino “fora do comum” e ótimo para descobrir durante uma escapadinha.

Além de tudo isto, o facto de ser uma cidade fronteiriça proporciona às gentes locais um estilo de vida mais dinâmico e em constante partilha cultural com nuestros hermanos.

Atrações Locais
Natureza e Ar livre
  • Jardim Público;
  • Santuário de São Caetano;
  • Centro Histórico de Chaves.
Arredores a não perder

Chaves não é só a cidade, os seus arredores também são um extra para quem visita. Os destaques são:

  • Vilarinho de Negrões: uma das aldeias mais pitorescas de toda a região.
  • Parque Biológico de Vinhais: Tem como finalidade a interpretação da paisagem da região nas suas componentes naturais (fauna, flora e geologia), culturais e históricas; a conservação da natureza, a promoção da biodiversidade e o ecoturismo.
  • Parque Natural de Montesinho: Verde, xistoso, rural, montanhoso, calmo e tranquilo – é assim que se caracteriza a serra de Montesinho.
  • Montalegre: localizada no parque do Parque Nacional Peneda Gerês, conta com diversos pontos de interesse e atrações turísticas para visitar.
Sugestões de Alojamento em Chaves

Pensar em visitar Chaves significa ficar alojado no Vidago Palace.

Uma estância termal no tempo dos Romanos que virou num dos hotéis mais requisitados em Portugal e até originou uma série televisiva. Um espaço com todo o conforto para uma escapadinha romântica diferente.

O preço médio por noite/quarto começa nos 300€

Sugestões de onde comer em Chaves

Tal como referido acima, Chaves é uma bomba gastronómica. Toda a sua região é conhecida pelas doses exageradas e mesas com fartura. Os restaurantes destacados são o Restaurante Carvalho, Flávia Pensão Hotelaria e a Taberna Benito.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 30-40€.

região centro de portugal
Fonte: Freepick (Autor: Wirestock)

Sugestões de destinos no Centro de Portugal

O Centro de Portugal, tal como o Norte, também é muito caracterizado pelos imensos relevos rochosos, aldeias e vilas saídas de um filme que pintam a paisagem e enriquecem a região.

Da magnífica Serra da Estrela às mágicas Aldeias de Xisto, o Centro de Portugal é um destino feito para os aventureiros e para os amantes do total relaxamento e afastamento da rotina citadina.

Seja em grupo ou em casal, nada como considerar as cidades desta zona como destinos para escapadinhas de verão.

5. Arouca

Quando se pensa em Arouca, só surge à cabeça os Passadiços do Paiva. Contudo, o concelho de Arouca é muito mais que isso.

Património geológico único, paisagens dignas de postais e gastronomia servida à grande e à arouquesa, tornam Arouca uma das maravilhas naturais para descobrir em Portugal durante uma escapadinha de verão.

Atrações Locais
Natureza e Ar livre
  • Praias fluviais de Areinho e Espiunca
  • Arouca Geopark (reconhecido pela UNESCO como Património Geológico da Humanidade)
  • Serra da Freita
  • Radar Meteorológico de Arouca (com mais de mil metros de altitude)
  • Cascata da Frecha da Mizarela (a cascata mais alta de Portugal continental)
  • Miradouros São Pedro Velho e Detrelo da Malhada
  • Senhora da Mó

Para as atividades de natureza e ar livre o destaque vai para os Passadiços do Paiva. Com um custo de 2€, são uma viagem pela biologia, pela geologia e pela história da vida desta região.

É uma caminhada de 8 km através de escadas de madeira e pontes suspensas situadas ao longo do rio Paiva, considerado um dos mais bonitos em Portugal. À sua volta a paisagem é feita de vegetação exuberante, cascatas e águas cristalinas.

Para melhorar a rede de trilhos dos Passadiços do Paiva, foi construída a maior ponte pedonal suspensa do mundo, a “516 Arouca”. Esta ponte, sobre o Rio Paiva, tem 516 metros e uma altura de 175 metros (uma autêntica aventura).

Para quem tenciona fazer a caminhada pelos Passadiços do Paiva, é aconselhável ir devidamente preparado com água, sapatilhas ideais para caminhar e roupa confortável.

Arredores a não perder

A 59min de carro do centro de Arouca situa-se a mágica aldeia de Drave.

Esta aldeia mágica perdeu o seu último habitante em 2009 e para se lá chegar, só mesmo a pé (o trilho de acesso à aldeia de Drave arranca em Regoufe e tem aproximadamente 4 km de extensão (8 km ida e volta). É considerada um dos lugares mais míticos de Portugal.

Além do trilho para lá chegar, em Drave existe também uma série de poços escavados na rocha que viraram lagoas e que se podem descobrir ao longo da ribeira de Palhais (também chamado de rio da Drave).

Para quem gosta de aventura e pretende fazer o trilho, o ideal é ir preparado com roupa confortável. E para pessoas que gostam de fazer estas atividades habitualmente, medir o desempenho pode ser importante por isso, a smartband não pode faltar!

Sugestões de Alojamento em Arouca

Seja turismo rural ou hotelaria, Arouca tem excelentes locais para um descanso ao som da natureza. Para dois adultos, os destaques são:

Sugestões de onde comer em Arouca

Em Arouca ninguém passa mal. Para além de uma natureza única e atrações fantásticas, não faltam pratos para boas refeições. Os restaurantes destacados são:

Casa dos Bifes Caetano (a especialidade é a posta arouquesa), Casa no Campo (ideal para quem gosta de vitela assada em forno a lenha) e Tasquinha da Quinta (um restaurante com um misto de todos os pratos da região).

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 30-50€.

6. Serra da Estrela

Tal como Arouca, a região da Serra da Estrela é muito mais para além do ponto mais alto de Portugal Continental. É um destino rico em biodiversidade, história e cultura.

Embora a grande maioria dos turistas visitem apenas a região quando costuma nevar, a Serra da Estrela também merece ser descoberta em outras épocas do ano.

Visita às aldeias típicas
  • Aldeia de Cabeça;
  • Aldeia de Loriga;
  • Aldeia do Sabugueiro;
  • Aldeia de Alvoco da Serra;
  • Aldeia de Lapa dos Dinheiros;
  • Aldeia de Linhares da Beira;
  • Aldeia de Folgosinho;
  • Aldeia de Manteigas.
Atrações Locais
  • Museu do Pão – Seia (Preço: sob consulta);
  • Torre – Topo da Serra da Estrela;
  • Museu dos Lanifícios – Covilhã (Preço: sob consulta);
  • Convento de São Francisco – Gouveia;
  • Castelo de Folgosinho – Folgosinho.
Natureza e Ar livre
  • Praias Fluviais
    • Praia Fluvial de Lapa dos Dinheiros;
    • Praia Fluvial de Vila Cova à Coelheira;
    • Praia Fluvial de Loriga;
    • Praia Fluvial de Vale do Rossim;
    • Praia Fluvial de Unhais da Serra;
    • Praia Fluvial de Paul;
    • Cascata do Poço da Broca;
    • Cabeça da Velha;
    • Lagoa Serrano.
  • Paisagens
    • Covão da Ametade;
    • Vale Glaciar do Zêzere;
    • Vale da Candeeira.
Arredores a não perder

Por toda a Serra da Estrela existem lugares mágicos. Contudo, para uma verdadeira aventura nada como sair do centro e conhecer os arredores da região. Os destaques são:

  • Piódão: uma Aldeia de Xisto saída de um autêntico conto de Natal. Piódão faz parte de uma rede de Aldeias todas elas edificadas com este tipo de pedra.
  • Belmonte: terra de Pedro Álvares Cabral. Belmonte é uma das aldeias históricas de Portugal.
  • Monsanto: A aldeia mais portuguesa de Portugal e… no meio das pedras.
  • Sortelha: Sortelha é mais uma aldeia localizada no topo de uma montanha. Tem a particularidade de estar no interior de uma fortificação.
Sugestões de Alojamento na Serra da Estrela

Seja no centro do Parque Natural ou nas zonas circundantes, a Serra da Estrela oferece aos visitantes soluções de alojamento em conta. Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer na Serra da Estrela

São vários os restaurantes que se podem encontrar na Serra da Estrela e à sua volta. Os destaques são:

Cabeço das Fragas (Senhora do Espinheiro Aldeia da Serra, Seia), Varanda da Estrela (Penhas da Saúde) e “O Albertino” (Folgosinho).

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 25-35€.

7. Peniche

Um dos melhores destinos de praia em Portugal. A pequena cidade de Peniche, conhecida pelo surf, oferece tudo aquilo que se procura numa escapadinha de verão: praia, paisagens deslumbrantes e férias de descanso total.

Localizada a 100 km a norte de Lisboa. Apesar de não ser muito grande, é um destino que “chama” inúmeros visitantes, devido ao facto de oferecer soluções para férias baratas.

Atrações Locais
  • Berlengas: um arquipélago protegido e reservado, portador de uma beleza singular. A Reserva Natural das Berlengas conta com 2 Km de trilhos e tem atraído cada vez mais turistas para o local. (Viagem de um dia – 18€ | Pernoitar c/viagem – 24€)
  • Cabo Carvoeiro: Aqui encontramos um dos mais antigos faróis portugueses em funcionamento com 27 metros de altura.
  • Forte de Peniche: um dos monumentos mais icónicos da cidade (Visitas: gratuitas)
  • Baleal: já foi uma ilha e hoje é um dos povoados mais peculiares da cidade.
Natureza e Ar livre
  • Praias
    • Cova de Alfarroba (ou praia da Baía);
    • Supertubos;
    • Consolação;
    • São Bernardino;
    • Costa do Baleal.
Sugestões de Alojamento Peniche

Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer em Peniche

Peniche é uma terra que vive do mar, logo a sua principal inspiração para a gastronomia é o peixe e o marisco. Para os amantes deste tipo de comida os destaques são:

The Base (Baleal), Café do Mercado (centro da cidade) e Restaurante & Cafetaria Nau (centro da cidade)

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 40-55€.

8. Óbidos

Óbidos é uma das vilas mais bonitas de Portugal e atrai cada vez mais turistas. A sua fortificação transporta qualquer pessoa para o tempo medieval.

Tem um excelente ambiente, bares medievais e uma movida totalmente atípica para aquela região do país. Não fosse também a capital do chocolate em Portugal e que acolhe romarias atrás de romarias.

É provavelmente um dos destinos de eleição de muitos portugueses por tudo o que envolve a vila e pela sua história.

Atrações Locais
  • Castelo de Óbidos: Classificado como Monumento Nacional, tem instalada, desde 1951, a Pousada de Óbidos.
  • Santuário do Senhor da Pedra: O seu interior apresenta três capelas: o santuário, as capelas laterais e a Morte de São José.
  • Porta da Vila: é a entrada principal da cidade de Óbidos. Um portão duplo com o interior revestido de azulejos do século XVIII.
  • Centro Histórico: é obrigatório visitar todas as ruas e ruelas da vila.
Sugestões de Alojamento em Óbidos

Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer em Óbidos

Apesar de muito conhecida pelas doçarias, doces conventuais e licores (a clássica Ginjinha de Óbidos), Óbidos também oferece outros sabores gastronómicos. Os destaques são o Petrarum Domus Restaurante, o Senhor da Pedra e o JamonJamon.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 40-60€.

praia sul de portugal
Fonte: Freepick (Autor: Wirestock)

Sugestões de destinos no Sul

Quando pensamos no sul de Portugal é inevitável pensar em praia. Contudo, é muito mais que isso. O sul de Portugal começa na região da Grande Lisboa e Vale do Tejo e desce pelas planícies e planaltos até ao Algarve.

Seja na costa ou no interior, o sul do país também pode ser uma verdadeira caixinha de surpresas.

9. Sintra

Sintra é a cidade do amor e do romantismo, onde tudo parece fantasia e saído de um conto de fadas.

Com uma vila riquíssima em pormenores históricos e monumentos centenários e diferenciados. Sintra é ideal para um dia perfeito de passeio.

Património Mundial da UNESCO, Sintra tem tudo para ser a escapadinha de verão de eleição.

Atrações Locais
  • Palácio Nacional de Sintra;
  • Palácio da Pena;
  • Castelo dos Mouros;
  • Quinta da Regaleira;
  • Palácio e Jardins de Monserrate;
  • Convento dos Capuchos.

Para visitar estes monumentos, o melhor será comprar um cartão de bilhetes conjuntos. Desta forma, consegue-se um desconto nas atrações visitadas.

Natureza e ar livre
  • Praia da Ursa;
  • Praia das Maçãs;
  • Praia Grande;
  • Azenhas do Mar;
  • Cascata do Mourão e Cascata de Fervença.

Em Sintra, e principalmente na serra, os trilhos são bastante procurados para trekking e campismo com a mochila às costas. Os principais são:

  • Trilho da Peninha e Anta Adrenunes (Distância: 13,2 km)
  • Trilho da Barragem do Rio de Mula e Pedra Amarela (Distância: 13,6 km)
Sugestões de Alojamento em Sintra

Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer em Sintra

Sintra é uma mistura de sabores, o requinte do antigamente e o moderno atual. Os destaques são: Metamorphosis, Bacalhau na Vila, Restaurante da Adraga e Saudade.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 60-80€.

10. Portalegre

É no coração da Serra de São Mamede, bem no alto Alentejo que encontramos Portalegre – uma cidade outrora próspera e rica graças à indústria têxtil nos séculos XVII e XVIII.

Perto da fronteira com Espanha, a cidade de Portalegre é uma excelente escolha para escapadinha de verão e para umas férias baratas.

Conhecida como a cidade das tapeçarias, a cidade guarda traços do passado medieval, é o caso do castelo e vários conventos, quando se tornou um ponto estratégico para Portugal na luta contra Espanha.

Atrações Locais
  • Castelo de Portalegre: parte das muralhas escuras e três torres destacam-se no meio das casas;
  • Sé de Portalegre: a entrada é igualmente gratuita;
  • Casa-Museu de José Régio: a casa onde o poeta viveu durante 33 anos;
  • Museu de Tapeçaria de Portalegre Guy Fino: guarda obras de Almada Negreiros, Júlio Pomar ou António Cargaleiro.
Natureza e ar livre
  • Parque Natural – o Pico de São Mamede
  • Cidade arqueológica romana de Ammaia
  • Piscina Fluvial da Portagem
  • Cascatas de São Mamede
Arredores a não perder

Depois de estar em Portalegre, as próximas paragens são duas: Marvão e Castelo de Vide.

  • Marvão é uma vila medieval protegida por muralhas e considerada como um dos maiores marcos históricos em Portugal. Lá do alto do seu castelo, é possível contemplar a maravilhosa paisagem da Serra de São Mamede, bem como, cada casinha da vila de Marvão.
  • Castelo de Vide é outra vila medieval, onde um castelo rodeado de habitações brancas se destaca na paisagem. A maior surpresa está mesmo dentro da própria vila, onde exite um labirinto de ruas que transbordam o cenário medieval e têm como destino uma antiga sinagoga.
Sugestões de Alojamento em Portalegre

Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer em Portalegre

Durante uma escapadinha de verão na cidade não pode faltar a rica e variada gastronomia local. Sabores alentejanos que se confundem no palato. Os destaques são: Solar do Forcado, Petisqueira Migas e Restaurante Tombalobos.

11. Parque Natural do Sudoeste e Costa Vicentina

Quem nunca sonhou pegar no carro no verão, ir pela estrada fora, descer até ao Algarve e parar em cada praia do litoral alentejano e algarvio para dar um mergulho?

Pode parecer um sonho, mas a verdade é o que muitos portugueses (e estrangeiros) o fazem na estação mais quente do ano.

Depois de lá chegar, a afluência é tanta que quando se dá conta, estamos rodeados por pessoas de fora e não por habitantes locais. Apesar disso, vale a pena cada quilómetro da aventura.

Principais cidades e vilas a visitar
  • Sines
  • Porto Covo
  • Vila Nova de Milfontes
  • Odemira
  • Zambujeira do Mar
  • Odeceixe
  • Aljezur
  • Aldeia da Pedralva
  • Aldeia de Santa Clara-a-Velha
  • Arrifana
  • Carrapateira
  • Vila do Bispo
  • Sagres
Atrações Locais
  • Sines
    • Largo do Muro da Praia
    • Largo Poeta Bocage
    • Largo do Castelo
    • Castelo de Sines
    • Estátua de Vasco da Gama
  • Porto Covo
    • Largo Marquês de Pombal
    • Rua pedonal Vasco da Gama
    • Ilha do Pessegueiro
  • Vila Nova de Milfontes
    • Centro histórico
    • Forte de São Clemente
  • Odemira
    • Cabo Sardão
    • Castelo de Odemira
    • Jardim da Fonte Férrea
    • Moinho de Vento de Odemira
    • Ermida da Nossa Senhora da Piedade
  • Zambujeira
    • Centro Histórico
  • Aljezur
    • Antiga Vila Mourisca de Aljezur
    • Castelo de Aljezur
  • Aldeia de Santa Clara-a-Velha
    • Ruínas Ponte Dona Maria
  • Sagres
    • Centro Histórico de Sagres
    • Fortaleza de Sagres
    • Fortaleza do Beliche
    • Farol do Cabo de São Vicente
Natureza e Ar livre

Tal como a Costa Minhota, os principais destaques desta região são mesmo as praias. Desde a praia de São Torpes à praia do Tonel em Sagres, a costa alentejana e vicentina estão cheias de praias a não perder! As principais são:

  • Praia de São Torpes
  • Praia da Samoqueira
  • Praia do Malhão
  • Praia das Furnas
  • Praia de Almograve
  • Praia da Zambujeira do Mar
  • Praia da Amália
  • Praia de Odeceixe
  • Praia da Amoreira
  • Praia de Monte Clérigo
  • Praia da Arrifana
  • Praia de Vale Figueira
  • Praia da Bordeira
  • Praia do Amado
  • Praia da Ponta Ruiva
  • Praia da Mareta
  • Praia do Tonel
Sugestões de Alojamento Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Uma das primeiras decisões ao planear uma viagem pelo litoral alentejano e algarvio é escolher as localidades onde ficar alojado.

Se for apenas para uma escapadinha de curta duração, e tendo em conta umas férias baratas, o melhor mesmo será pernoitar apenas num só sítio. Contudo, se for mais que isso, o melhor é idealizar um percurso. Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Para quem é amante de marisco e peixe, percorrer a costa alentejana e vicentina é uma obrigatoriedade. As sugestões de restauração são: Zé Inácio, Tasca do Celso, Restaurante Fonte Férrea, Pont’a Pé, Retiro do Pescador.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 60-80€.

12. Tavira

A “Veneza do Algarve” é a última sugestão de escapadinha de verão nesta lista.

Tipicamente algarvia, Tavira é perfeita para umas férias baratas no sul do país. O clima temperado mediterrânico, em média, traz 300 dias de sol por ano.

Recôndita e “pouco conhecida”, é a cidade do Algarve que mais consegue fugir à azáfama de verão da região. Com canais a ligar as margens da cidade, unida pelas pontes, a Velha e a Romana, a cidade das 37 igrejas é um local pacato com uma herança árabe muito forte.

Atrações Locais
  • Ponte Romana;
  • Praça da República;
  • Largo da Misericórdia;
  • Castelo de Tavira.
Natureza e ar livre
  • Jardim do Coreto;
  • Jardim da Alagoa;
  • Salinas e Ilha de Tavira;
  • Rio Gilão.

Para os amantes de caminhadas e cascatas, nada como descobrir a natureza circundante da cidade.

As Cascatas do Pego do Inferno, Cascata do Pomarinho e a Cascata da Torre, são excelentes para um mergulho ao final de tarde depois de um dia de passeio.

Para quem prefere caminhar, o ponto mais alto do concelho de Tavira é acedido através do Percurso Serra de Alcaria do Cume na cordilheira da Serra do Caldeirão.

Sugestões de Alojamento em Tavira

Para dois adultos, os alojamentos destacados são:

Sugestões de onde comer em Portalegre

Nada como acabar esta escapadinha de verão à mesa da boa e saborosa comida algarvia de Tavira. Os restaurantes em destaque são: Nó de Gosto, Ti Maria e Come na Gaveta – GastroBar.

Em média, e para duas pessoas, o preço das refeições fica por 50-100€.

Resta só reservar… e aproveitar!

Alguns locais são muito conhecidos, outros menos. Esta listagem de sugestões destinos para passar as férias de verão em Portugal, mostra o quanto o país é versátil de norte a sul e cheio de locais para descobrir.

É claro que a escolha fica ao critério de cada um. Contudo, existe uma certeza, depois de conhecer estes 12 destinos a próxima escapadinha de verão tem tudo para ser única e memorável.

David Afonso
Autor

O David é um apaixonado por LEGO. Adora gaming, tech stuff, ver séries e tem um TOC por colecionismo. Gosta de escrever sobre as suas áreas de interesse, mesmo estando isolado na ilha juntamente com os outros sobreviventes do voo Oceanic 815.

Comentários