Como escolher uma ventoinha?

Para muitas pessoas, a ventoinha pode ser um eletrodoméstico bastante simples e, portanto, fácil de escolher. Mas é preciso ficar atento a alguns detalhes para que a compra seja assertiva. Queres a melhor ventoinha para amenizar os dias de calor? Presta atenção às nossas 9 dicas!

 

1 – Tipos de ventoinha

Dos quatro tipos de ventoinhas que existem no mercado, escolhe aquela que atende às tuas necessidades. Confere os tipos:

 

Ventoinha de teto

Alguns modelos acoplam-se à lâmpada e têm a vantagem de ventilar e iluminar o ambiente ao mesmo tempo. Se este tipo de ventoinha te agrada, antes de comprar, calcula a área do ambiente onde queres instalá-la, ou seja, por cada 20 m² de ambiente, considera uma ventoinha com até 2 m³ de vazão por segundo. No caso de ambientes mais compridos pode ser necessário ter duas ventoinhas de teto!

 

Vê os mais de 90 modelos de ventoinhas de teto que temos para ti!

 

Ventoinha de parede

Essa ventoinha possui uma boa potência e sua vantagem está em ser fixada na parede ou no teto, não atrapalhando a circulação das pessoas pelo ambiente. É ideal para ambientes maiores como, por exemplo, escolas, ginásios e escritórios.

 

Vê os mais de 10 modelos de ventoinhas de parede que temos para ti!

 

Ventoinha de mesa

Por ser de pequena dimensão e com uma mobilidade fácil, a ventoinha de mesa, também conhecida como ventoinha de piso, é dos tipos de ventoinha mais populares, sendo ideal para ambientes domésticos. O seu propósito é proporcionar conforto pontual imediato, por isso o tamanho do ambiente não é exatamente uma preocupação neste caso.

 

Vê os mais de 90 modelos de  ventoinha de mesa que temos para ti!

 

Ventoinha de pé

A ventoinha de pé também é versátil e pode ser facilmente transportada de um lado para o outro. A diferença, em relação à de mesa, é que o seu formato mais alto, por causa do “pé” permite direcionar a brisa para um local mais alto e com mais potência.

 

Vê os mais de 280 modelos de ventoinhas de piso que temos para ti!

 

2 – Quantidade de pás e rotações por minuto

Para teres uma ventoinha capaz de amenizar o calor, é preciso analisar a quantidade e a inclinação das pás e as rotações por minuto (rpm). Quanto mais pás, mais vento ela faz, certo? Nem sempre! E é aí que devemos dar atenção às rotações por minuto! Se procuras uma brisa que refresque, escolhe uma ventoinha com até 250 rpm (mais ou menos), mas se queres vento forte, opta por uma que seja ainda mais veloz.

 

3 – Como calcular a capacidade de ventilação ou vazão de ar da ventoinha?

Nem sempre os fabricantes deixam essa informação clara. E quando ela aparece, costuma ser em m³/s (metro cúbico por segundo), e essa conta pode ser um pouco complicada. Mas não para nós! Presta atenção: em ambientes com até 10m², uma ventoinha com vazão, mais ou menos, entre 1m³/s e 1,7m³/s provavelmente é suficiente. Já para os ambientes de dimensão média, com cerca de 25m² a 35m², escolhe uma ventoinha com vazão maior, de preferência com mais de 2m³/s. Agora, se o ambiente for maior que 35m², talvez o melhor seja investires em duas ventoinhas em vez de apenas uma.

 

4 – Controlo de velocidade

Verifica se a ventoinha que vais comprar tem controlo de velocidade, pois desta forma consegues controlar a vazão de ar e ter um eletrodoméstico que atende às tuas necessidades, quer em temperaturas mais altas, quer em dias menos escaldantes.

 

5 – Resistência

Verifica sempre se as pás da ventoinha são resistentes e se o corpo que a sustenta é robusto. Outro pormenor: se moras num local onde o tempo é muito húmido, procura modelos de plástico ou de madeira, pois esses materiais são mais resistentes à humidade e proporcionam uma ventilação tão boa quanto a dos modelos de metal.

 

6 – Segurança

Se a tua escolha passa pelas ventoinhas de mesa, opta por modelos com pás macias ou com grades para proteger os teus dedos das pás, bem como crianças e animais domésticos que possam vir a aproximar-se da ventoinha.

 

7 – Consumo energético

Fica atento à classificação energética da ventoinha que fores comprar, ou seja, se for nota A, fica tranquilo, pois consumirá menos energia elétrica. Lembra-te que quanto maior for o número de rotações por minuto, maior será o consumo energético.

 

8 – Ruído

Onde vai ficara ventoinha? Se for no quarto de dormir ou escritório, é essencial considerar o nível de ruído emitido, pois as ventoinhas barulhentas podem atrapalhar o teu sono ou a tua produtividade no trabalho. Atenção a este detalhe principalmente se o modelo a comprar for de teto: uma vez instalado, será muito trabalhoso reduzir o nível de ruído no ambiente.

 

Já sabes qual é a ventoinha que vais comprar?
Escolhe agora! Temos mais de  5600 modelos de ventoinhas para ti!

 

Partilha com os teus amigos!
  • 33
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •