A escolha de um frigorífico não passa apenas por decidir qual o modelo mais bonito ou o mais económico.

Existem diversos tipos de frigoríficos, desde modelos com congelador, modelos de uma ou duas portas e até alguns que incluem dispensador de gelo e água.

A variedade é tanta que, por vezes, pode ser difícil fazer a escolha certa. Por isso, para saber como escolher um frigorífico, seguem-se algumas dicas.

Tabela de Conteúdos:

Principais características a ter em conta

Para fazer uma boa escolha, deve-se de avaliar o custo-benefício e considerar se o modelo escolhido consegue atender às necessidades de cada pessoa ou família.

Para quem procura um novo frigorífico existem alguns pontos importantes que devem ser considerados para fazer a escolha certa.

1. O espaço da cozinha

Antes de escolher o melhor frigorífico é preciso avaliar o espaço existente para a sua instalação.

É importante que o equipamento fique a alguns centímetros de distância das paredes e móveis, fazendo assim com que exista circulação de ar.

O distanciamento destes aparelhos é importante, para exista uma correta ventilação e, consequentemente, evita o excesso de energia necessária para o funcionamento.

Para além disso, é importante ter em consideração o ao ângulo de abertura das portas e, é claro, se elas abrem para o lado certo.

Geralmente é necessário cerca de 5 cm para que a porta do frigorífico abra livremente, sem bater noutros eletrodomésticos ou móveis.

Outro fator importante no momento da colocação é o distanciamento da zona quente da cozinha. Uma vez que o frigorífico deve estar ligeiramente distanciado destes elementos como a placa ou fogão.

2. Tipos de frigorífico

A tipologia de frigorífico é essencial para a escolha, bem como o espaço que a cozinha tem para a instalação do mesmo.

Existem cozinhas onde alguns dos modelos não serão funcionais quer seja por falta de espaço, quer seja porque o modelo desejado não é o mais indicado para o número de pessoas que o utilizarão.

Frigorífico com Congelador

Os frigoríficos com congelador são os modelos mais comuns e económicos. Ao contrário dos modelos combinados, o congelador destes encontra-se na parte superior.

São ideais quem congela alimentos com pouca frequência e em menores quantidades, uma vez que o seu congelador é normalmente pequeno.

Nota: Sempre que o congelador tiver gelo com uma espessura superior a 2 mm, deve-se remover a camada de gelo para que haja um melhor funcionamento do equipamento.

Frigorífico Combinado

Os frigoríficos combinados são os modelos que dispõem de refrigeração na sua parte superior e congelador na parte inferior. Normalmente incluem entre duas a três gavetas de congelação.

Estes são ideais quem quer congelar alimentos com alguma frequência.

Frigorífico sem Congelador

Esta tipologia pode ser uma boa opção para casas de grande dimensão e com espaço disponível para instalar um congelador à parte.

Um frigorífico sem congelador acaba por ser também ideal para famílias numerosas e que, por consequência, necessitam armazenar uma grande quantidade de alimentos.

Frigorífico Americano

Este modelo possui o dobro do volume e da capacidade de conservação quando comparado com os outros tipos modelos.

Os frigoríficos americanos são modelos que dispõem de duas portas e alguns incluem dispensadores de gelo e água integrados na porta.

A sua capacidade de armazenamento elevada faz com que sejam uma das melhores opções para famílias numerosas.

3. Capacidade

A capacidade de um frigorífico é medida em litros, e para escolher o frigorífico certo é necessário considerar a capacidade por pessoa que varia entre 40 a 60 litros.

Em suma, quantas mais pessoas utilizem o frigorífico, maior deverá ser a sua capacidade de armazenamento.

Consulta a tabela abaixo para decidir qual é a capacidade ideal para o frigorífico!

Número de Pessoas Capacidade
1 a 2 pessoas Até 150L
2 a 3 pessoas Até 250L
3 a 4 pessoas De 250L a 300L
4 a 6 pessoas 300L a 350L
Mais de 6 pessoas 350L a 400L
Mais de 8 pessoas Acima de 400L

4. Classe energética

De toda a energia gasta numa casa, o frigorífico é responsável por cerca de 14% do consumo.

Por isso, é importante prestar atenção às etiquetas de indicação de consumo energético para que se consiga evitar elevados gastos energéticos.

Equipamentos com classificação A+++ são a melhor escolha para se diminuir os gastos com energia.

A partir desta classificação os equipamentos passam a requerer uma utilização de energia maior e frigoríficos com classificação A++ conseguem consumir o dobro da energia dos A+++.

Frigoríficos com dispensadores de água e gelo incluídos consome cerca de 20% mais de energia do que os restantes.

Outro pormenor importante é a posição do congelador no frigorífico. O modelo tradicional, onde o congelador fica na parte de cima, gasta em média 10% a 25% menos energia do que os modelos onde este se encontra na parte de baixo.

Conhece aqui os frigoríficos com consumo energético reduzido que temos disponível!

Frigorífico Combinado Samsung RB33N341MSA/EF
Etiqueta Energética Frigorífico Combinado Samsung RB33N341MSA EF

5. Sistema de produção de frio

Quer seja na refrigeração ou na congelação, o sistema de produção de frio é igualmente relevante na escolha de um frigorífico.

Deve-se ter em atenção a rapidez de recuperação da temperatura sempre que se abre a porta do frigorífico, a formação de gelo e se o modelo exige que sejam efetuadas descongelações durante o ano.

Existem frigoríficos onde onde o gelo se forma com alguma regularidade, isto acontece por causa do vapor de água proveniente dos alimentos e da abertura da porta.

Para aber como escolher um frigorífico é fundamental ter em conta o sistema de refrigeração que este incorpora.

No frost

Este sistema de frio funciona com recurso à circulação de ar que é dirigido até ao interior o aparelho, arrefecendo diretamente os alimentos.

Evita a acumulação de gelo nos compartimentos e permite a recuperação rápida da temperatura após a abertura da porta.

Apesar de ter um consumo energético mais elevado, este sistema dispensa descongelações durante o ano.

Por outro lado, devido ao seu tipo de frio, os equipamentos com este sistema provocam a secura dos alimentos. Para evitar que alimentos como os vegetais fiquem secos, deve-se envolvê-los em película de plástico antes de os colocar no frigorifico.

Low frost

Este sistema disponibiliza refrigeração do tipo estática ou ventilada e não seca os alimentos.

Possui uma formação de gelo reduzida e por isso não exige descongelações frequentes.

Estático

O frio é gerado por gás e começa por arrefecer as paredes do frigorífico, seguindo-se o ar e só depois os alimentos, o que implica uma demora na recuperação da temperatura.

Um frigorífico com esta característica exige, pelo menos, duas descongelações anuais.

Ventilado

Frigoríficos com este sistema apenas possuem uma ventoinha que faz a circulação de ar, preservando a temperatura homogénea e permitindo uma melhor conservação dos alimentos.

6. Compartimentos disponíveis

O modo como os compartimentos estão posicionados no interior do frigorífico devem corresponder aos hábitos alimentares de quem o utiliza.

Para quem gosta de cozinhar com alimentos frescos, é aconselhável que estes ingredientes fiquem a uma altura mais acessível.

Assim, os modelos de frigorífico com o congelador na parte de baixo atendem melhor a essa necessidade já que os alimentos frescos ficam mais à mão.

Outra opção é dar preferência a frigoríficos com compartimentos especiais para manter alimentos como frutas e vegetais frescos durante mais tempo.

No entanto, para pessoas cuja alimentação é baseada em congelados, o modelo tradicional com o congelador na parte de cima, tende a ser a melhor opção para o dia a dia.

Já sabes qual é o frigorífico que vais comprar?
No KuantoKusta temos mais de 1000 modelos à escolha!

Extra: cuidados e dicas para aproveitar melhor o frigorífico

Por vezes a colocação de alimentos do frigorífico acontece de forma “aleatória”. Outras vezes, nem sequer se tem em conta a temperatura a que este se encontra, ou se esta é adequada aos alimentos que lá estão.

Todos estes detalhes fazem com que se consiga ou não retirar um proveito maior do equipamento. Assim, de forma a otimizar a utilização do frigorífico seguem-se algumas dicas:

Temperatura recomendada

Uma vez que o uso do frigorífico permite conservar por mais tempo os alimentos é importante que a temperatura deste esteja correta, só assim é possível prevenir o aparecimento de bactérias e micróbios.

É aconselhado que o frigorífico seja mantido com uma temperatura de 4ºC e, caso disponha de um modelo com congelador este deve estar a uma temperatura de – 17º.

Manter espaço entre os alimentos

O correto acondicionamento dos alimentos também é um fator muito importante, sendo fundamental garantir a circulação de ar frio no interior do equipamento.

Quando os alimentos estão mal organizados ou muito próximos e em espaços entre si, são criadas bolsas de ar ligeiramente mais quente, fazendo com que o frigorífico necessite de gastar mais energia para manter o nível de refrigeração.

O que deve ser guardado nas portas?

Esta é uma dúvida recorrente em todas as casas, no entanto, uma vez que as portas sofrem variações de temperaturas deve-se optar por colocar bebidas ou alimentos que tenham na sua composição conservantes, como por exemplo sumos, água e até conservas de alimentos em vinagre ou outras.

Ao contrário do que muitas vezes se vê os ovos não devem ser guardados na porta mas sim colocados nas prateleiras inferiores.

Quais os alimentos a guardar nas prateleiras superiores?

Sendo um dos locais mais estáveis de todo o equipamento, aqui deve-se guardar alimentos que não necessitam de ser cozinhados como ervas aromáticas. Pode-se colocar também refeições pré-cozinhada e até sobras de comida.

Alimentos que devem ser colocados nas prateleiras inferiores

Como esta é a zona mais fria do equipamento, é a ideal para guardar alimentos que se estragam com facilidade como carne ou peixe. No entanto, estes não devem ser lá mantidos em cru por mais de dois dias.

Esta zona é também aconselhada para colocar ovos e produtos lácteos, e os laticínios devem ser armazenados corretamente para evitar que percam a sua frescura.

O que guardar nas gavetas?

As gavetas são indicadas para que se guardem alimentos como frutas e vegetais. Contudo, não devem ser armazenados em conjunto.

Uma vez que algumas frutas produzem substâncias de amadurecimento, como o etileno, estas devem ser separadas dos legumes pois aceleram o apodrecimento dos mesmos.

Conclusão

A escolha do frigorífico certo depende se diversos factores como já foi referido, no entanto os principais fatores de decisão passam pelo número de pessoas que irão utilizar o equipamento e pelo espaço disponível para a sua instalação.

No site do KuantoKusta é possível encontrar uma variedade de opções de frigoríficos.

Catarina Martins
Autor

A Catarina adora passar tempo em família, ver séries e não dispensa um bom livro. Descobriu recentemente o gosto pela escrita e por partilhar dicas e ideias sobre Casa e Decoração.

Comentários