Como escolher um drone? 8 dicas para iniciantes e profissionais

És entusiasta de fotografia e vídeo e está cheio de vontade de comprar um drone para voar à procura das melhores imagens aéreas? Apostamos que sim! Mas, antes de comprares um drone, é importante que percebas qual é o melhor modelo para ti, especialmente se for um piloto de primeira viagem ou se está à procura do melhor custo-benefício.

 

Lê também: Estás a pensar comprar um smartphone?
Lê também: Precisas de um portátil?

 

1 – Tipos de drones

Quando falamos em drones, normalmente pensamos em equipamentos caros e com câmaras topo de gama. Embora seja verdade, existem diversas opções no mercado, como os drones de brinquedo e até mesmo os drones profissionais com preços bastantes competitivos. Mas antes de escolheres, saiba o que comporta cada tipo:

 

Drones de brinquedos
Os drones de brinquedos são modelos mais simples e fáceis de controlar, pois são equipamentos leves e com um limite de altura de voo até 30 metros, ou seja, seguro para voar dentro e fora de casa.

Apesar deste tipo de drone ser indicado para crianças, ele acaba por ser uma boa opção para quem está a começar a dar os seus primeiros voos e tem receio de investir em um modelo de valor mais elevado.

 

Escolhe o teu drone de brinquedo! Temos mais de 400 modelos para ti!

 

Drones profissionais
Os drones profissionais, normalmente maiores, mais pesados e mais caros que os drones de brinquedos são feitos para voar a alturas que permitem fotografias ou vídeos aéreos impressionantes, uma vez que oferecem uma qualidade de imagem entre o HD e o 4K.

 

Escolhe o teu drone profissional! Temos mais de 1000 modelos para ti!

 

2 – Qualidade de imagem

Alguns drones não possuem câmara integrada, portanto: verifica se vale ou não investir num modelo que necessita a compra de uma câmara à parte. Para além disso, a qualidade de gravação é outro fator que pode variar bastante em função do preço e da versão do drone escolhido. Há equipamentos de perfil mais profissional, que possuem câmaras com resolução 4K, suporte ao HDR e formato RAW para fotografia.

No entanto, é possível encontrar alternativas mais simples, com câmaras de resolução Full HD. Embora não atinjam a excelente qualidade do 4K, essas opções também podem ser uma boa alternativa para gravar vídeos de boa qualidade para registar belas imagens.

 

3 – Autonomia

A autonomia é fundamental! Entretanto, tenha a consciência de que, mesmo os drones mais caros do mercado, raramente oferecem carga superior a 25 – 30 minutos de uso. Já os drones mais simples, como os de brinquedo, são ainda mais económicos, sendo adequado apenas para captação de imagens bem mais curtas, como 10 a 15 minutos.

Em alternativa, verifica o tempo de carregamento do drone e opta por ter uma bateria extra!

 

4 – Portabilidade

Se o teu drone será um parceiro inseparável nos passeios e viagens, opta por um modelo que te permita portabilidade! Há drones extremamente compactos e dobráveis, que podem ser facilmente guardados em bolsas específicas e facilmente transportados no interior de uma mochila ou mala comum.

 

5 – Acessórios

Se pretendes dar um up grade no teu drone, prepara-te: a lista de acessórios é vasta! Desde malas a caixas de transporte, baterias extra, comandos de controlo e peças sobresselentes, existem uma variedade de acessórios que podes encontrar para melhor proteger e cuidar do teu drone.

Lembra-te que os acidentes acontecem, seja durante um voo ou na aterragem, e é mais importante prevenir do que remediar. Certo?

 

6 – Modos de voo e recursos de pilotagem

Drones voltados para os menos experientes costumam apresentar modos de voo e manobras predefinidas, o que facilita o controlo na hora de decolar, aterrar, e até mesmo evitar obstáculos em espaços estreitos. Modelos mais acessíveis também podem contar com outros recursos, como seguir automaticamente o piloto ou retornar ao ponto de origem do voo a partir de coordenadas de GPS.

Essas funcionalidades são importantes para quem nunca controlou um drone, pois algumas delas podem facilitar a adaptação e aprendizado, além de dar mais segurança para utilizar o drone.

 

7 – Software

Ansioso para colocar o teu drone a voar? Não sem antes informar-te sobre as instruções de utilização! Os modelos mais avançados possuem uma aplicação para instalação em dispositivos móveis que te podem ajudar na navegação do drone. Assim, também podes armazenar num cartão de memória ou numa “cloud” as imagens que registar durante os teus voos.

Saiba ainda que, dependendo do modelo, os sinais enviados pelo teu drone podem ser de vídeo em direto, e à partida, deve conseguir ver o que a câmara do drone está a filmar no teu smartphone ligado ao comando. O display deve conter informação relevante para o voo como a altitude, o nível da bateria e um mapa da posição do drone no caso de possuir GPS.

 

8 – Cuidados importantes

Para assegurar que faça uso adequado do teu drone, a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) elaborou um regulamento, que te sinaliza as zonas onde é possível voar até 120 metros de altura e também o que deves fazer, caso pretendas voar a altitudes superiores ao que teu drone permite ou durante à noite. Lê o regulamento antes de arriscares voos maiores!

 

Já sabes qual é o drone que vais comprar? Conta-nos 😉

 

Partilha com os teus amigos!
  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •