Como escolher a melhor sapatilha de corrida para cada tipo de passada

As sapatilhas de corrida têm, basicamente, duas funções: proteger os pés do esforço das passadas e permitir que o corredor desenvolva o máximo do seu potencial. Por isso, para além de beleza, marca e cor, a escolha de um par de sapatilhas deve recair sobre outros fatores como, por exemplo, o sistema de amortecimento e a flexibilidade na parte frontal da sola. Vamos a isso?

 

Lê também: Vamos acampar?

 

1 – De quanto em quanto tempo tenho de comprar novas sapatilhas de corrida?

As sapatilhas de corrida têm uma durabilidade média de 800 a 1200 kms, o que significa que, se correr todos os dias, as tuas sapatilhas irão durar cerca de um ano.

 

Precisas de comprar novas sapatilhas?
Temos mais de 1000 modelos para homens e mais de 800 para as mulheres!

 

2 – Sistema de amortecimento

A eficiência do sistema de amortecimento evita que o corredor tenha problemas nas articulações, uma vez que o seu corpo ainda não está preparado para receber a sobrecarga.

 

3 – Flexibilidade na parte frontal da sola

A flexibilidade na parte frontal da sola de uma sapatilha de corrida tem as funções de melhorar a aderência, aumentar a sensibilidade e garantir conforto durante a corrida.

 

4 – Tipos de passada

Para além das especificações técnicas de cada sapatilha de corrida, a tua compra deve ser feita de acordo com o teu tipo de passada, que pode ser:

Passada neutra: a passada neutra caracteriza-se pelo apoio uniforme do pé no contato com o solo, não possuindo desvios nem para dentro e nem para fora. Para identificar se tens este tipo de passada, basta analisar se o desgaste das sapatilhas, já utilizadas, são uniformes.

Se tu tens uma passada neutra, aconselhamos-te a comprares uma sapatilha de corrida neutra e que te proporcione estabilidade.

Passada supinadora: a passada supinada é aquela em que o corredor utiliza a parte externa do pé e principalmente a área do dedo mindinho para se impulsionar. Possui um arco do pé acentuado, que fica evidente no teste do pé molhado, pois a ligação entre o calcanhar e a ponta do pé é muito fina ou quase não se tocam. Para identificar se tens este tipo de passada, basta analisar se o desgaste da sapatilha acontece na parte de fora da sola.

Esse tipo de passada possui pouca ou nenhuma flexibilidade porque não prona o suficiente. Por isso, tem baixa eficiência natural de absorção de impactos. Se tens esse tipo de passada, aconselhamos-te a comprares as sapatilhas de corrida mais flexíveis e as que têm alto grau de amortecimento, pois induzem o pé ao movimento de pronação.

Passada pronadora: a passada pronada é aquela em que o pé do corredor utiliza a ponta dos pés, principalmente o dedo grande do pé, para se impulsionar. Assim a planta do pé aparece com arco pequeno ou inexistente pois o pé tende a achatar em cada passada. Para identificar se tens este tipo de passada, basta analisar se o desgaste da sapatilha acontece na parte interna da sola!

O tipo de sapatilha adequada para corredores com este tipo de passada é aquela que garante maior controle de movimento, combinando estabilidade e amortecimento para evitar pronação excessiva.

 

5 – Check list antes de concluíres a compra da tua sapatilha de corrida:

  • Lembra-te que a sapatilha de maior valor nem sempre é o melhor para ti;
  • O tamanho das sapatilhas varia de acordo com a marca e o modelo. Por isso, aconselhamos-te que vejas o guia de tamanhos, na ficha de produto, da sapatilha que pretendes comprar;
  • A ponta do dedo nunca deve encostar na ponta da sapatilha de corrida, pois essa parte do calçado não cede. O ideal é que, entre a ponta e o dedo, tenha uma distância entre 1 e 1,4 cm (similar a um dedo);
  • Por norma, o número das sapatilhas de corrida deve ser um ou dois tamanhos acima de um par de sapatilhas de passeio, por exemplo;
  • As costuras da sapatilha não devem apertar ou ficar em cima de zonas que sofram muito atrito durante as passadas;
  • Para evitar bolhas, verifica se a sapatilha que vais comprar é macia e confortável;
  • A sola não deve ser alto demais para não desestabilizar o corpo, nem ter molas muito largas e separadas, que deixam os pés instáveis, podendo gerar lesões nos pés, joelhos e tendões;
  • Verifica se a altura do colarinho, na lateral do pé, está correta! O tornozelo precisar estar de fora;
  • Opta por comprar sapatilhas mais leves, pois as mais pesadas ou duras podem prejudicar os músculos e as articulações;
  • Existem sapatilhas para competições que são, por norma, muito leves, mas essa leveza sacrifica o amortecimento. Se tu és um corredor alto e pesado, não te aconselhamos que utilizes este tipo de sapatilha, mas se tu estás com o intuito de melhorar o tempo de corrida, vai em frente;
  • Experimenta a sapatilha no fim da tarde, pois à noite os pés tendem a ficar mais inchados. O mesmo acontece quando corres!
  • Com as sapatilhas nos pés, movimenta os dedos e sinta se há espaço suficiente para elas. Levanta e baixe o dedo grande no processo;
  • Valida o conforto das sapatilhas! Relaxa os pés e tente sentir como a curvatura deles se encaixam no calçado. Lembra-te que os pés não podem ficar nem muito esticados e nem muito encolhidos dentro da sapatilha, ok?
  • Depois de uma corrida, o amortecimento da sapatilha fica comprimida e deformada. Para voltar ao normal, ela precisa de 24 horas sem uso. Se tens o hábito de correr todos os dias, opta por comprar um segundo par e ir revezando.

 

Preparado para correr? Escolhe agora a tua sapatilha de corrida!
Temos mais de 1000 modelos para homens e mais de 800 para as mulheres!

 

Partilha com os teus amigos!
  • 34
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •