Legumes crocantes ou bacalhau cozido num instante? Independentemente do que se quer cozinhar e de como se prefere preparar cada um dos pratos, uma placa de indução pode ser o elemento perfeito para ter em casa, substituindo o tradicional fogão a gás.

Mas o que é e como escolher a melhor placa de indução?

Lê também: 8 dicas para escolher uma máquina de café
Lê também: Como escolher um frigorífico

O que é uma placa de indução?

Uma placa de indução é uma peça fundamental em qualquer cozinha e substitui o uso do fogão tradicional.

A placa gera um campo magnético através do uso de potentes ímanes que se ativam quando entram em contato com um recipiente de fundo ferromagnético. Ou seja, se nada estiver em cima da placa, esta não aquece.

Diferença entre indução e restantes tipos de placas de cozinha

Antes de escolher uma placa e decidir qual o modelo que se adapta melhor às necessidades, deve-se ter em conta os vários tipos de placas de cozinha e as suas particularidades.

Placas de indução

Para além de serem fáceis de limpar, aquecem com maior rapidez uma vez que o calor é gerado na base do recipiente e não no vidro como acontece nas placas de vitrocerâmica.

Desta forma permitem um controlo maior da temperatura, o que é particularmente importante quando se quer elaborar pratos onde adequar e controlar a temperatura é crucial.

Mais rápidas na elaboração de cozinhados, no entanto, acarretam algumas desvantagens. Uma vez que apenas funcionam com tachos e recipientes de metal ferroso, obrigam à compra deste tipo de conjuntos de cozinha.

São também equipamentos mais caros em comparação com os outros tipos de placas, podendo muitas vezes ser um fator dissuasor da compra.

No entanto são bastante económicas no que toca a eficiência energética, e as que oferecem maior segurança para quem tem crianças em casa.

Este é ainda um equipamento muito fácil de usar, e também de limpar mesmo perante derrames acidentais na sua superfície.

Procura uma placa de indução para comprar? Temos mais de 690 modelos!

Placas de vitrocerâmica

Apesar de esteticamente serem semelhantes às de indução, as placas de vitrocerâmica tem um funcionamento e características diferentes. São aquecidas por uma resistência elétrica que tem por baixo e transmitem calor ao recipiente que está em cima.

Embora demorem a aquecer demoram também a arrefecer, fazendo com que o calor residual termine o processo de cozedura dos alimentos.

Por outro lado, têm um preço mais acessível, sendo possível cozinhar com qualquer tipo de utensílio dispensando, por isso, panelas ou tachos específicos.

Para quem quer comprar uma placa vitrocerâmica, temos mais de 300 modelos à escolha!

Placas a gás

Este sistema possuí queimadores à mostra e por isso, permite de acordo com o tamanho da sua chama azul, alterar com mais facilidade a regulação do calor.

A potência do aquecimento de uma placa a gás é cerca de 20% mais rápido que os queimadores convencionais, e com este tipo de equipamento é possível utilizar qualquer material que seja resistente ao fogo como o fero, inox ou alumínio.

Esta é a melhor placa para quem gosta de cozinhar “à antiga” e também a mais económica em termos de aquisição.

A pensar comprar uma placa a gás? Temos mais de 640 modelos!

Características importantes na escolha da placa de indução

Quantos queimadores deve ter a placa?

Quatro, cinco ou seis? Os queimadores dependem do espaço disponível para a instalação da placa, e das necessidades de utilização.

No caso de famílias numerosas onde é necessário cozinhar em maiores quantidades, optar por um fogão até seis queimadores pode ser o mais indicado.

Para além do número de queimadores ser um fator importante, a tipologia também pode ser uma característica a considerar no momento de eleger a placa.

Atualmente existem opções de placas mistas que incorporam indução em conjunto com a função de queimador a gás.

Dependendo do prato que se vai preparar, é possível dar preferência à utilização de cozinhar a gás ou com energia elétrica. Esta é a forma de desfrutar do melhor de dois mundos, para quem gosta das características de placas de indução e ao mesmo tempo das de gás.

Instalação

A bancada da cozinha deve ter no mínimo entre 25 e 30 cm de espessura para que as placas possam ser instaladas em segurança. Mas, para o bom funcionamento da placa de indução, não é necessário deixar nenhuma distância de outros móveis.

Recomenda-se apenas que se deixe por trás do móvel, onde a placa será instalada, uma abertura de 20 mm para que, re-circule o ar quente que sai da placa de indução e arrefeça a parte eletrónica.

Se a instalação da placa for por cima de uma gaveta, deve-se ter em consideração que com o calor, os objetos no interior da gaveta tendem a aquecer.

Segurança

As placas de indução aquecem apenas a área que toca nos tachos e recipientes, deixando o resto da superfície fria. Além disso, a superfície arrefece e pode ser tocada com segurança rapidamente após terminar de cozinhar.

Já as placas a gás, a possibilidade de ver a chama ajuda a tornar a cozinha mais segura. Para além disso, alguns modelos possuem um sensor de segurança que corta automaticamente a ligação de gás caso a chama se apague por algum motivo.

Nas placas vitrocerâmicas a segurança também está garantida, essencialmente para as crianças, pois a placa possui bloqueio para evitar que esta se ligue acidentalmente. Para além disso, possui um indicador de calor residual que avisa da possibilidade de alguém se queimar no caso de tocar na zona de aquecimento.

Sugestões de placas de indução mais procuradas

Com base nas placas de indução mais pesquisadas no KuantoKusta, apresentamos de seguida as cinco mais pesquisadas e respetivas características.

placa de indução Teka modelo IB6415

Teka IB6415

Esta placa de indução ocupa a primeira posição do top mais procuradas no KuantoKusta.

Com quatro zonas de cozedura incluídas, a placa Teka IB6415 conta com função “stop & go” que permite fazer uma pausa até dez minutos na confecção dos alimentos, mantendo o calor do cozinhado.

Características
4 zonas de cozedura
Potência máxima 7200 W
Sistema de bloqueio para crianças
Função Stop & Go
17 níveis de potência
60 cm de comprimento

 

placa de indução balay modelo 3EB861LR

Balay Modelo 3EB861LR

Com quatro queimadores incluídos a placa de indução Balay 3EB861LR dispõem de proteção contra crianças, temporizador e painel de controlo touch.

Conta com dezassete níveis de potência, programação para tempo de confecção, início e detecção automática da zona a utilizar.

Características
4 zonas de cozedura
Potência máxima 4600 W
Sistema de bloqueio para crianças
Indicador de calor residual
Visor Incorporado
59 cm de comprimento

 

placa de indução teka modelo IZ 6415 vista de cima e perfil com medidas

Teka IZ 6415

Com um painel de controlo de fácil manuseamento a placa Teka IZ 6415, é composta por quatro zonas de aquecimento via indução.

Inclui as funções “Stop & Go” para pausar os cozinhados até dez minutos, detecção de recipientes e ainda temporizador com alarme sonoro para cada zona.

Características
4 zonas de cozedura
Potência máxima 7200 W
Sistema de bloqueio para crianças
Temporizador Digital
Função Stop & Go
60 cm de comprimento

 

placa bosch modelo PUE611FB1E vista de cima

Bosch PUE611FB1E

A placa Bosch PUE611FB1E destaca-se pelo controlo tátil DirectSelect, que permite o controlo direto e simples na seleção da zona desejada.

Com a sua função PowerBoost garante até 50% mais de potência e aquecimento rápido.

Características
4 zonas de cozedura
Potência máxima 4600 W
Controlo DirectSelect
Função Restart
Função QuickStart
59 cm de comprimento

 

placa Meireles modelo mi 1500

Meireles MI 1500

Com indicador de calor residual, a placa de indução Meireles MI 1500 contempla quatro queimadores, programador digital de fim de cozinhado e função pause.

Como meio de segurança inclui ainda o bloqueio para crianças, e ainda um termóstato de segurança em cada zona.

Características
4 zonas de cozedura
Potência máxima 7000 W
Sistema de bloqueio para crianças
Função Pause
Programador digital de fim de cozinhado
60 cm de comprimento

Resumo

A escolha de uma placa de indução em substituição das tradicionais vitrocerâmica ou gás, é uma ótima opção para quem quer elaborar refeições com maior rapidez e procura mais opções de controlo de temperatura.

Acima de tudo, é fundamental ter em conta as características da cozinha e também as necessidades de utilização de cada família.

Comentários