A compra de refurbished é cada vez mais comum. Apesar de ser uma alternativa mais económica e amiga do ambiente para quem quer adquirir equipamentos eletrónicos, existem ainda algumas dúvidas relacionadas com este tipo de compra.

Há quem defenda que os refurbished são o futuro: do planeta, da tecnologia…. Mas apesar da crescente procura, ainda existem questões e preconceitos que levam ao abandono dos carrinhos de compras.

Uma das dúvidas mais comuns prende-se com a própria classificação de produtos recondicionados. Neste guia, vamos esclarecer as principais questões relacionadas com este tipo de produtos.

Tabela de conteúdos

O que são produtos recondicionados?

Os produtos recondicionados são, na verdade, artigos usados. A grande diferença é que estes produtos passam por um processo técnico de revisão, onde são “remanufaturados”, antes de serem entregues ao cliente.

Enquanto um artigo usado passa de um cliente para outro sem qualquer reparação ou manutenção, os produtos recondicionados passam por este processo de forma a garantir as condições necessárias para terem uma “segunda vida”.

Neste processo, os artigos passam por testes de controlo muito rigorosos, sendo analisados e inspecionados tanto em termos técnicos, como funcionais e de aparência. São reparados, limpos e são ainda restauradas as configurações de fábrica.

No final, é atribuída uma nota de A a E, de acordo com a classificação de produtos recondicionados, e os produtos ficam prontos para chegarem às mãos dos novos donos.

Os produtos recondicionados não podem ser considerados novos nem vendidos como tal.

Que tipo de produtos podem ser considerados recondicionados?

A gama de produtos recondicionados torna-se cada vez maior face à procura e aos avanços tecnológicos. E sendo que um produto recondicionado é um produto que pode ser reparado, esta gama estende-se a várias categorias de produtos além da, incluindo:

  • Smartphones;
  • Tablets e iPads;
  • Computadores e portáveis;
  • Colunas e rádios;
  • Jogos e brinquedos;
  • Televisões;
  • Eletrodomésticos;
  • Máquinas fotográficas e de vídeos;
  • Box Android;

Quais são as vantagens de comprar estes artigos?

Os produtos recondicionados são uma ótima alternativa para quem quer ajudar o planeta, economizar algum dinheiro na compra de novos produtos e/ou para quem procura uma solução que ofereça mais garantias do que comprar produtos usados.

Economia Circular

Um dos pilares da economia circular é a reparação e reutilização de produtos. O objetivo é diminuir a necessidade de produção de novos equipamentos e o elevado uso de recursos naturais da Terra que são exigidos nessa produção.

Os produtos recondicionados vêm fazer match com estes objetivos ambientais, uma vez que é dada uma segunda vida a estes mesmos equipamentos. Depois de reparados, podem voltar a ser usados por outras pessoas.

Preço

Os refurbished são muito procurados, essencialmente, pelos preços atrativos com que surgem no mercado. Um produto recondicionado pode custar metade do valor desse mesmo produto novo. Vamos a alguns exemplos práticos:

Smartphones recondicionados

Existem vários modelos de smartphones recondicionados disponíveis nas várias grades de classificação. Para quem procura comprar um destes equipamentos existem várias opões no KuantoKusta onde é possível encontrar, por exemplo, um iPhone SE 2020 de 64GB recondicionado (Grade B) por apenas 320€.

Portáteis recondicionados

Os portáteis recondicionados podem ser são ótima opção para quem quer um equipamento em bom estado com um preço mais reduzido. Um bom exemplo é o Surface Laptop 2 da Microsoft que novo custa cerca de 1600€. No entanto, o  mesmo modelo Surface Laptop 2 da Microsoft recondicionado (Grade B), pode custar cerca de 1400€.

Monitores recondicionados

O monitor de gaming curvo TUF VG32VQ da ASUS recondicionado (Grade B) pode ser adquirido por cerca de 320€, no entanto, novo custa mais de 500€.

Garantia

De acordo com a legislação portuguesa, todos os equipamentos recondicionados têm um ano de garantia. Desta forma, os compradores ficam protegidos durante este tempo e a compra de produtos recondicionados deixa de parecer insegura.

Como funciona a classificação de produtos recondicionados?

Como referimos anteriormente, é atribuída um grade a todos os recondicionados. Esta classificação de produtos recondicionados pode variar entre A e D, consoante o estado global de conservação do artigo, e acaba por determinar o preço final.

Os artigos recondicionados de categoria A estão em melhores condições do que os de categoria C, que podem apresentar alguns riscos e marcas de utilização. Mas vamos analisar cada uma ao pormenor:

Classificação de Produtos Recondicionados

Grau A – Excelente estado

  • Sem display ou outra parte partida;
  • Pode ter marcas ou riscos, mas impercetíveis;
  • Pode apresentar sinais mínimos de desgaste;
  • Aparência de produto quase como novo;
  • Com carregador.

Grau B – Bom estado

  • Totalmente a trabalhar e com alguns sinais de uso;
  • Pode ter pequenas marcas ou riscos no ecrã, na tampa ou na caixa;
  • Sem danos de impacto;
  • Pode ter alguns pixéis mortos ou marcas de pressão, mas que não afetam de todo o funcionamento;
  • Pode faltar um ou mais pés de borracha antiderrapante;
  • Com carregador.

Grau C – Funcional, mas com sinais de desgaste

  • Totalmente a trabalhar, mas com alguns sinais de uso e danos cosméticos e por impacto;
  • As partes externas (ex: carcaça de um computador) podem estar com arranhões ou amolgadelas mais profundas;
  • O ecrã pode apresentar riscos mais profundos ou picadas;
  • Pode apresentar alguma descoloração ligeira.

Grau D – A trabalhar, mas não totalmente funcional

  • Podem faltar peças;
  • Sem carregador;
  • Entradas podem estar danificadas;
  • O software pode estar bloqueado;
  • Algumas funcionalidades ou botões podem não funcionar a 100% .

Algumas marcas optam ainda por adicionar mais alguns graus à classificação de produtos recondicionados, tais como:

  • Premium: em que o equipamento está praticamente imaculado e tem a possibilidade de ainda estar dentro da garantia original do fabricante;
  • Swap: para dispositivos de elevadíssima qualidade, usado como dispositivo de substituição em garantia pelos fabricantes;
  • Grau E: produtos vendidos para peças ou para reparações.

Conclusão

Os produtos recondicionados são alternativas muito mais económicas para quem procura um produto em bom estado ou de topo de gama, mas não tem um budget compatível com o preço original. São também uma forma de ajudar o planeta, dando uma segunda oportunidade (ou mais) a produtos em bom estado.

Existem sempre excelentes oportunidades à espreita quando se procura por produtos recondicionados. O segredo passa por analisar bem a classificação, o estado de conservação do produto e os preços.

Autor

Apaixonado por Tecnologia, Cinema, Design e Dragon Ball (como qualquer puto dos 90). O seu mais recente projeto é o de tornar a sua casa numa smart home, e para isso já conta com o Google Nest Mini, o Mi Robot Vacuum Mop 1C da Xiaomi e lâmpadas inteligentes Yeelight.

Comentários