Para quem anda de moto ou está a pensar em adquirir uma sabe que o uso de um capacete é de extrema importância para a segurança e também é um elemento obrigatório seja para o motociclista ou para o passageiro.

Para quem está à procura saber como escolher um capacete seguem-se algumas dicas importantes que se deve ter no momento da escolha.

Tabela de Conteúdos

Tipo de capacete

No que diz respeito aos modelos de capacete existem vários tipos no entanto nem todos garante total segurança da cabeça.

Desta forma, é fundamental perceber qual o modelo que melhor se enquadra a cada tipo de motociclista e também ao tipo condução realizada.

Capacete do tipo aberto

São a evolução dos capacetes mais antigos e, normalmente, a sua estrutura envolve uma viseira em acrílico que acompanha o comprimento do rosto.

Estes modelos são mais leves e também arejados e conseguem proteger o crânio mas não o pescoço nem a nuca. Por isso mesmo, estes modelos não são indicados para quem pretende conduzir um motociclo que atinge alta velocidade pois não conferem total segurança.

Capacete do tipo modular

Este tipo de capacete protege o crânio, pescoço e nuca e inclui uma proteção de plástico mais ampla que pode ir até ao queixo. A sua viseira permite ainda que toda a sua parte frontal seja levantada.

Estes capacetes não são indicados para condução em alta velocidade pois não protegem o queixo em caso de choque.

Capacete integral

Tal como o nome indica, este modelo garante uma proteção total sendo o mais seguro de todos os modelos. Protege as orelhas, o pescoço, a nuca e tem uma proteção frontal que permite proteger o rosto, incluindo o queixo.

Trial ou Offroad

Este tipo de capacete é aberto, o que permite uma melhor visibilidade lateral, e também a utilização de óculos.

Ao aquirir o capacete deve-se sempre experimentá-lo, rodando o pescoço em várias direções, realizando diferentes movimentos e confirmar se o capacete não bloqueia nenhum tipo de movimento.

Material

Relativamente ao tipo de material, os capacetes de moto podem variar quanto à sua constituição sendo que cada um tipologia é indicada para uma finalidade.

Fibra de carbono

A fibra de carbono é um dos materiais mais resistentes que existem para capacetes. Habitualmente são utilizadas várias camadas de fibra de carbono para criar uma camada de alta resistência.

Normalmente este tipo de capacete é indicado para motociclistas que conduzem veículos que atingem maiores velocidades.

Fibra de vidro

Esta fibra é feita por microfilamentos de vidro, resina e poliéster, o que confere ao material uma flexibilidade maior, resistência e leveza, dispersando bem os impactos.

Plástico injetado

Modelos com este tipo de composição por norma são os que se encontram com mais facilidade, e também os mais acessíveis em termos de preço.

Compostos por resina termoplástica de alta resistência possuem uma capacidade moderada de absorção, sendo por isso mais indicados para motociclistas urbanos.

Homologação

Antes de efetuar a compra do capacete deve-se procurar a etiqueta que certifica a homologação.

Esta etiqueta comprova que o capacete está de acordo com as normas de segurança e que foi submetido com sucesso a todos os testes de velocidade, choque e segurança e que o seu fabrico está sob controlo permanente.

Escolher um capacete homologado é garantir que se estará bem protegido em caso de acidente.

Tamanho adequado

Para ser efetivamente seguro e confortável, o capacete deve obrigatoriamente ser justo à cabeça.

De forma a saber qual é o tamanho ideal a comprar, deve-se passar uma fita métrica em volta da cabeça, na zona da testa.

Por exemplo, caso a circunferência da cabeça seja 58 cm, o número de capacete será 58, ou seja, tamanho M.

Medida da cabeça em cm Tamanho do capacete Equivalência
51-52 cm 52 XXS
53-54 cm 54 XS
55-56 cm 56 S
57-58 cm 58 M
59-60 cm 60 L
61-62 cm 62 XL
63-64 cm 64 XXL

Outas características importantes

Para além do acima referido, existem outras características importantes na escolha de um capacete de moto, nomeadamente o forro que deve ser confortável, absorver bem o suor e ter uma boa capacidade de respiração.

O ideal é que se dê preferência a adquirir capacetes que permitam a remoção do forro para que este seja fácil proceder à lavagem do interior do equipamento.

Outra característica importante que deve ser avaliada é a viseira.

Deve-se dar preferência a viseiras feitas de plástico mais grosso e com tratamento que previna os riscos. Para além disso, deve-se optar por um capacete que permita a substituição da viseira, pois isso ajuda a mantê-la sempre em perfeitas condições, sem rachaduras ou arranhões que possam atrapalhar a visão enquanto andas de moto.

Quanto ao tipo de viseiras disponíveis a maior parte dos capacetes traz viseira transparente uma vez que são o tipo que melhor se adapta a diversas condições. Existem ainda modelos que contemplam viseiras escurecidas que são indicadas para uma utilização diurna.

O último tipo de viseiras são as fotossensíveis que incorporam a mesma tecnologia que se utiliza em óculos. Estas conseguem variar a transparência mediante a intensidade da luz.

Por último, outra característica importante é o sistema de ventilação que garante o não embaciamento da viseira durante a condução.

Este sistema além de permitir a circulação de ar dentro do equipamento contribui para a diminuição de ruído.

Cuidados com o capacete

É recomendada a substituição do capacete de cinco em cinco anos. Após esse período, a fadiga natural dos materiais que o compõem podem comprometer o poder de absorção de impacto e, consequentemente a  segurança ao andar de moto.

Se o capacete sofrer uma pancada, pode haver uma compressão interna, que prejudica a sua capacidade para absorver choques quando necessário. Por isso, mesmo que tudo pareça normal no exterior do capacete, o ideal é trocá-lo caso se tenha sofrido algum tipo de acidente.

A limpeza interior e exterior do equipamento é igualmente um cuidado frequente que se deve ter. No caso da limpeza interior, é indicado que se proceda à remoção do forro e este seja lavado à mão com sabão, evitando sempre a sua colocação na máquina de lavar.

Relativamente à limpeza da parte exterior, deve-se proceder frequentemente à limpeza da viseira com recurso a um pano com água e sabão.

Conclusão

Para adquirir um capacete de moto que garanta segurança deve-se confirma se este é homologado e respeita todas as normas de segurança, avaliar o peso para ter a certeza de que este não é demasiado pesado.

Além disso é também importante determinar a medida certa uma vez que o equipamento deve ficar justo à cabeça.

No site do KuantoKusta é possível encontrar uma variedade de capacetes de moto sempre aos melhores preços.

João Correia
Autor

Gestor de Conteúdos no KuantoKusta, Techie entusiasta por PC building e fã acérrimo de videojogos. Na estrada, opta pelas 2 rodas e conduz uma Sym Jet 14

Comentários