Em todos os grupos de amigos há sempre alguém que gosta de caminhar, ou que faz trekking, e que, volta e meia, desafia o pessoal. Seja para espairecer e fugir da rotina, para fazer exercício físico, apreciar a paisagem ou descobrir lugares de outra forma inacessíveis, caminhar está na moda e ainda bem!

Para quem quer aventurar-se nesta atividade, segue-se uma lista de acessórios essenciais para caminhada e trekking que irão ajudar qualquer pessoa a estar preparada para o desafio.

Tabela de Conteúdos

Benefícios de praticar caminhada ou trekking

Acessível a todos, dos 8 aos 80 anos de idade, caminhar é um exercício de baixo impacto, que não implica pagar mensalidades, nem ter um local ou hora específica de prática.

A Direção Geral de Saúde recomenda a prática de atividade física moderada, onde se inclui caminhar, pelo menos 30 minutos por dia, de preferência todos os dias da semana, de forma contínua ou acumulada.

Uma caminhada diária de 30 minutos melhora tanto a saúde física quanto mental [1]:

  • Aumenta a capacidade de fornecer e utilizar o oxigénio nos músculos, promovendo o seu bom funcionamento;
  • Ajuda a melhorar a aptidão cardiorrespiratória;
  • Aumenta o fluxo sanguíneo, o que ajuda a preservar a integridade das veias e artérias;
  • Previne/reduz a hipertensão;
  • Ajuda a prevenir/reduzir o risco de morte por doenças cardíacas ou AVC;
  • tem um impacto positivo na qualidade do sono;
  • Ajuda a prevenir a Diabates tipo 2, assim como as complicações causadas pela Diabetes;
  • Ajuda a controlar o peso;
  • Está associada a um aumento da densidade mineral óssea e à diminuição do risco de fraturas [2];
  • Ajuda a reduzir os níveis de stress, tensão e ansiedade.

Dependendo da distância, duração, altimetria do percurso, tipo de terreno e condições climatéricas, caminhar pode ser uma atividade de dificuldade baixa a elevada. Quando fazemos uma caminhada, voltamos sempre ao ponto de partida para passar a noite. Já no trekking, ou trek, isso não acontece.

Trekking é uma palavra de origem sul-africana que significa seguir um trilho e que implica pernoitar em abrigos, tendas ou mesmo ao relento, mudando de lugar constantemente.

10 Acessórios essenciais para praticantes de caminhada e trekking

Na preparação para uma caminhada ou um trekking, é importante fazer uma lista do equipamento essencial para garantir que não falta nada. Temos 10 dicas para ajudar a fazer essa checklist de acessórios essenciais para caminhada e trekking. A aventura aguarda.

1. Calçado confortável e impermeável

Vamos, desde já, esclarecer uma coisa: não é boa ideia estrear calçado durante uma caminhada!

O calçado deve ser usado, confortável, leve e adequado ao tipo de terreno do percurso. Se for caminhada em montanha, num trilho irregular e com declives, é preferível optar por umas botas com boa tração e capacidade de amortecimento.

Se o percurso se desenrolar em terreno plano, pouco acidentado, umas sapatilhas macias e flexíveis, com um bom apoio de tornozelo, são uma opção adequada. Para o fim do dia ou para atravessar riachos, é importante considerar uns chinelos ou sandálias de caminhada.

2. Roupa adequada a cada percurso

A roupa também tem de estar de acordo com o clima e o tipo de trilho e tem, acima de tudo, de permitir a total liberdade de movimentos.

No caso de um trekking de montanha, são necessárias várias camadas sobrepostas, já que as temperaturas baixam bastante ao cair da noite. A primeira camada de roupa, usada em contacto com a pele, deve ser respirável e conseguir eliminar a transpiração. A segunda camada tem como objetivo aquecer.

Depois, se for tempo de chuva, é essencial uma terceira camada impermeável, como casaco e sobrecalças impermeáveis.

Para prevenir a formação de bolhas, o truque é levar vários pares de meias para trocar regularmente. E pode ser ainda necessário usar um boné ou um lenço em dias de sol, ou um gorro e um par de luvas para caminhadas em altitude ou durante o inverno.

Um último conselho quanto ao vestuário: peças em lã merino são uma ótima escolha. Porquê? Porque a sua ação antibacteriana reduz eficazmente os odores, porque seca rapidamente e consegue proporcionar calor mesmo se estiver molhada.

3. A mochila certa

De alças reguláveis, compacta, pois se for muito grande a tendência será para a encher, mas que tenha uma boa arrumação. É importante também que a mochila seja reforçada nas costas e que tenha correias abdominal e de peito, para um encaixe seguro e confortável.

Nos meses mais chuvosos, é importante pensar em proteger a mochila com uma capa impermeável, se bem que algumas mochilas já vêm com uma capa integrada.

4. Kit S.O.S

Caminhante prevenido vale por dois. De facto, numa caminhada ou num trekking, ter um pequeno kit S.O.S pode ser uma verdadeira boia de salvação. Mas, o que incluir no kit? Nada que não se arranje facilmente! Provavelmente, muitos destes itens estão guardados aí em casa:

  • medicamentos mais comuns, pensos rápidos para ferimentos causados pelo calçado e soro fisiológico para limpar alguma arranhadela;
  • um mapa detalhado do local e uma bússola;
  • um telemóvel carregado, os números de emergência úteis e uma power bank;
  • lanterna de trekking e uma lanterna frontal;
  • uma faca ou um canivete, um apito e uma manta de sobrevivência.

5. Bastões de caminhada

Os bastões de caminhada são outro dos acessórios essenciais para caminhada e trekking e podem fazer toda a diferença durante o percurso.

Estes dão ritmo à passada, ajudam na impulsão, no equilíbrio e distribuem o peso para não sobrecarregar a musculatura e as articulações dos membros inferiores.

Mesmo que no início pareça pouco natural caminhar com os bastões, rapidamente se sentem os benefícios.

bastões de caminhada
Bastão de caminhada (Fonte: Freepik)

6. Snacks energéticos e refeições práticas

Uma caminhada requer um esforço físico prolongado, por vezes em piso irregular e íngreme, enfrentando chuva, frio ou temperaturas elevadas.

A escolha dos alimentos deve ter em conta a energia que se irá gastar, a resistência à fadiga e, por vezes, os sintomas associados a altitudes elevadas.

Dois a três dias antes de uma caminhada longa, é importante aumentar a ingestão de alimentos ricos em hidratos de carbono, como o arroz, a massa, a batata, a aveia e a fruta [3]. Eles serão o combustível da aventura.

Durante a caminhada, a mochila deve estar abastecida de barras de cereais, frutos secos, bananas, cubinhos de marmelada e bebidas energéticas. São o tipo de snacks que vão dar a explosão de energia necessária.

Para as refeições ligeiras, recomendam-se combinações com um elevado teor de proteína e de hidratos de carbono e um conteúdo de gordura reduzido, de modo a facilitar a digestão e a evitar situações de desconforto gastrointestinal.

Um pão de centeio com uma fatia de fiambre de frango e de queijo magro, um iogurte líquido magro, uma maçã e que venham daí os quilómetros [3]!

7. Uma garrafa de água

A hidratação adequada é uma prioridade quando se passam horas ou dias a seguir trilhos. É fundamental para manter o corpo e a mente a 100%.

Por isso, é imperativo não esquecer a garrafa de água, de preferência leve e durável, com uma boa capacidade, uma alça de transporte prática e uma tampa de rosca completamente estanque para prevenir mochilas molhadas e derrames acidentais.

8. Proteção estanque para os pertences mais valiosos

Mapa, máquina fotográfica, documentos, telemóvel e power bank são alguns dos itens que têm de se manter totalmente secos durante caminhadas em dias de chuva.

As bolsas estanques, resistentes e práticas, que protegem os pertences guardados no seu interior, são um acessório útil e que não vão acrescentar peso à mochila.

9. Essenciais para passar a noite

Num trekking, as hipóteses de dormida resumem-se a passar a noite ao relento, acampar ou ficar num albergue, pousada, hostel ou abrigo.

Para dormir ao relento, é necessário um colchão, um saco-cama de formato sarcófago e de tecido resistente à água para uma melhor resistência ao frio e à humidade, e talvez uma almofada insuflável.

para acampar, existem itens que são indispensáveis como a tenda, o colchão e o saco-cama. Pode ainda ser útil um fogareiro e utensílios práticos de cozinha, como uma garrafa termos, uma caneca de campismo, talheres desdobráveis, tigela dobrável e um tacho de aço inoxidável fino para um aquecimento rápido.

Quando se passa a noite num albergue, um lençol saco-cama poderá ser o suficiente. Mas o ideal é confirmar com o espaço quais são os acessórios que disponibiliza aos hóspedes.

10. E para que não aconteça “Oh, não acredito que deixei em casa!”

Por fim, há alguns acessórios que facilmente ficam esquecidos em casa, mas que podem fazer toda a diferença nas aventuras pela natureza: o creme e o batom hidratante com proteção solar, o repelente, os lenços de papel ou o rolo de papel higiénico, os óculos de sol, um adaptador universal, ou uns auriculares confortáveis para ouvir música, podcasts, ou audiolivros.

Conclusão

Para os aventureiros que pretendem começar a caminhar com frequência e descobrir o trekking, é fundamental pensar em todos os acessórios essenciais para caminhada e trekking. Para todas as ocasiões é necessário estar preparado com roupa e calçado confortável, água para garantir a hidratação ao longo do percurso, alguns snacks e um pequeno kit de emergência.

Agora, resta desejar boas caminhadas! Curtas, longas, fáceis, mais difíceis, em Portugal ou fora, o que importa é partir na aventura e desfrutar de cada trilho.

Fontes:
[1] https://www.dgs.pt/documentos-e-publicacoes/a-actividade-fisica-e-o-desporto-um-meio-para-melhorar-a-saude-e-o-bem-estar-pdf.aspx
[2] https://spreumatologia.pt/osteoporose/
[3] https://nutrimento.pt/activeapp/wp-content/uploads/2017/12/Manual-de-Alimentacao-para-Peregrinos.pdf

Diana Sousa
Autor

Esposendense de coração, a Diana é doida por boa comida e anda constantemente perdida nos motores de busca de voos, em pulgas com a próxima aventura. Acalma os bichos carpinteiros com treinos diários de cross training e rende-se facilmente perante um bom storytelling.

Comentários