Após a primeira década do milénio a barba assume mais uma vez um papel preponderante no look masculino um pouco por todo o mundo. O barbear com lâmina deixou de ser uma prioridade para muitos homens.

Se inicialmente, apesar do crescer da moda, ainda se torcia o nariz a barbas no local de trabalho, fosse esta uma barba completa ou mesmo aquela barba de fim de semana prolongado, não foi preciso muito para se tornar vulgar o seu uso mesmo em ambiente laboral.

A moda amadureceu, barbearias apareceram por todo lado, muitas envergando a temática de retro vintage muito hipster. Porém já passaram uns anos e poderemos estar agora no momento em que esta vida das barbas chega ao fim!?

Pelas grandes metrópoles cosmopolitas deste mundo, o look de grande barba de lenhador está sem dúvida a cair a pique, porém continua a cultura de tratamento e cuidado com o pelo facial por uma grande parte dos homens.

Vemos uma evolução progressiva de estilos, cada vez mais cuidados, a utilização de óleos e bálsamos tornou-se vulgar e crucial. Uma barba para estar saudável precisa de cuidados, quanto maior a barba mais cuidados serão necessários. Tanto óleo como bálsamo cumprem funções semelhantes no entanto o óleo sendo menos espesso permite hidratar e cuidar mantendo a forma natural, já o bálsamo, um pouco mais espesso tendo por vezes algo como cera de abelha ou manteiga de karité normalmente tem um ligeiro poder de modulação que pode servir para manter barbas mais temperamentais sobre controlo.

O importante é tratar da saúde tanto da barba como do rosto para evitar desidratação e possíveis comichões.

Com o assentar da poeira percebemos que muitos homens não vão de certeza  voltar ao ritual de fazer a barba todos os dias como fariam em décadas passadas. Neste momento temos alguns estilos que vão ganhando popularidade, o estilo barba por fazer antes associado a desmazelo é agora algo popular e amplamente aceite. Por outro lado ter uma barba completa mas curta passou a ser mais vulgar.

Os verdadeiros amantes da barba vão continuar a ostentar barbas completas mas cada vez mais tratadas e em muitos casos meticulosamente esculpidas. Uma coisa é certa, as barbas hirsutas estão de saída mesmo sendo muito práticas para quem as tem, são esteticamente desaprovadas pela maioria das mulheres e muitas vezes associadas a falta de asseio.

Por outro lado o estilo clean de barba feita tem ganho novamente alguma tracção mas isso não implica que as barbas estejam de saída.

Facto curioso, após pesquisa extensa (não cientifica), posso concluir que há indubitavelmente uma panóplia de simbolismos associados à barba.

Ao longo da história foi sendo associada à masculinidade e em muitos estudos actuais percebemos uma boa parte das mulheres concorda com esta ideia. Ainda assim em muitos períodos históricos esta tendência acabou por se reverter por uma ou outra razão.

Estudos feitos com várias mulheres indicam que a maioria aponta como mais sexy o look de barba por fazer, ao mesmo tempo muitas delas associam uma barba farta a paternidade e sabedoria.

Também tem uma forte associação religiosa, basta pensar um pouco nos homens judeus e muçulmanos  que já há muito usam barbas características à sua cultura.

Actualmente encontramos tantos significados como estilos, desde a simples preguiça ao imenso arrojo. Os produtos de cosmética masculina estão em alta assim como a sua dedicação à sua aparência e bem estar.

E tu como pensas usar a tua barba?