Ter um animal em casa é o sonho de muitas famílias, mas nem todas conseguem ter rotinas, espaço em casa ou tempo suficiente que permitam dar-lhes toda a atenção que merecem.

Para pessoas que tenham uma rotina preenchida e que passam pouco tempo em casa, os cães e gatos podem não ser a melhor opção de animal de estimação, uma vez que exigem muita atenção e cuidados frequentes.

Contudo, nem todos os animais de estimação exigem tanta manutenção e cuidados como os cães ou os gatos. Existem muitos animais de estimação pequenos e mais fáceis de cuidar, que se encaixam perfeitamente na rotina de qualquer família.

Assim sendo, para quem está à procura de sugestões seguem-se 5 animais de estimação pequenos e fáceis de que são uma alternativa a cães e gatos.

Tabela de Conteúdos

Benefícios de ter um animal de estimação

Os animais de estimação não são apenas uma ótima companhia. A ciência diz que também contribuem em grande escala para a saúde física e mental dos humanos. Isto explica o facto de mais de metade das famílias portuguesas possuir animais de estimação em casa.

Estes são os principais benefícios de ter um animal de estimação:

1. Ajudam a reduzir a ansiedade, stress e doenças cardiovasculares

Está comprovado que os animais de estimação ajudam a normalizar a pressão arterial, reduzir os níveis de stress e a trabalhar doenças do foro social ou mental, como a depressão.

2. Promovem a saúde e bem-estar

Vários especialistas afirmam que os animais promovem o aumento dos níveis de serotonina e dopamina, neurotransmissores que provocam a sensação de bem-estar e relaxamento.

3. Contribuem para a atividade física

No geral, um animal de estimação necessita de gastar energia e isso significa que é necessário “cansá-lo” com jogos e outras atividades. Em alguns casos, estas brincadeiras levam os donos a movimentarem-se mais, a correr e a fazer algum exercício.

4. Aumentam o sentido de responsabilidade dos mais novos.

Além dos benefícios para a saúde, os animais de estimação contribuem para o sentido de responsabilidade e de empatia de crianças e jovens.

E são, claro, uma excelente companhia para quem os pode ter em casa. Para quem não pode, os animais de estimação pequenos são uma excelente opção.

Sugestões de animais de estimação pequenos

Qualquer animal requer cuidados e atenção para viver feliz e saudável. No entanto, alguns animais são menos exigentes, o que permite que muitas famílias consigam adaptar horários, hábitos e espaços muito mais facilmente.

Mesmo com pouco espaço, em casas sem varandas ou espaço exterior, é possível ter um animal pequeno. Até para quem tem rotinas de trabalho exigentes, e filhos para cuidar.

Aqui ficam 5 sugestões de animais de estimação pequenos e de fácil manutenção:

Coelho Anão

Os coelhos anões são um dos animais de estimação pequenos e fáceis de cuidar para quem não tem grande espaço ou tempo para dedicar aos animais. No geral, são silenciosos, independentes e não exigem grande espaço para viver.

Para quem procura companhia, um coelho anão consegue corresponder a essa necessidade. Eles são muito carinhosos, apegam-se muito facilmente aos donos e respondem às brincadeiras.

Cuidar de um coelho-anão não é muito exigente. É necessário apenas:

  • Uma gaiola confortável e adequada ao seu peso e tamanho. A gaiola ideal para um coelho com 3kg, por exemplo, deve ter pelo menos 80cm de comprimento e 40cm de altura;
  • Um WC para o coelho poder usar sempre que necessitar;
  • Um bebedouro e um dispensador de comida;
  • Brinquedos para se entreter;
  • É recomendado levá-los ao veterinário de 6 em 6 meses, para um check-up e garantir que está tudo bem com eles.

Peixes

Não ocupam espaço, não causam problemas de saúde e não dão trabalho a cuidar. São uma ótima primeira experiência a cuidar de um animal e uma opção mais segura para quem não tem tempo, espaço ou rotinas compatíveis com outro tipo de animais.

Para cuidar de peixes, os principais requisitos são:

Tartaruga

As tartarugas são animais de estimação muito independentes e são animais de estimação pequenos e fáceis de cuidar. São perfeitas para quem tem pouco tempo no seu dia a dia para cuidar de animais.

Além disso, ajudam a promover o sentido de responsabilidade junto dos mais novos, uma vez que a criança pode participar na manutenção e cuidados das tartarugas.

Para cuidar deste tipo de animal de estimação é necessário:

  • Um terrário ou um aquário, tal como os peixes. O aquário deve ter uma plataforma ou um tronco flutuante onde possa dormir ou apanhar sol;
  • Alimento para tartarugas;
  • Higiene cuidada para evitar infeções por Salmonella.

Porquinho-da-Índia

Os Porquinhos-da-Índia são muito semelhantes aos hamsters, mas mais ativos e expressivos. Com o tempo e a convivência, é possível identificar quando é que estes animais de estimação pequenos estão tristes, felizes ou irritados.

Ao contrário dos hamsters, os Porquinhos-da-Índia não conseguem ficar num espaço pequeno durante muito tempo. Preferem espaços mais amplos, onde possam correr, pastar e brincar. A componente social, isto é, a interação com pessoas ou com outros animais da sua espécie, é fundamental para que se sintam felizes.

Para lhes proporcionar uma vida confortável, é necessário:

  • Uma gaiola adequada ao seu tamanho;
  • Palha e feno suficientes para poderem pastar e descansar;
  • Abrigo para descansarem;
  • Brinquedos para poderem roer ou para gastarem energia, como as rodas de hamsters;
  • Trela e peitoral para passearem;
  • Comida e água.

Furão

Estes animais de estimação pequenos são muitas vezes associados aos roedores pela sua aparência e fisionomia, mas não o são.

São ótimos companheiros, gostam de brincar e de ter alguma atenção. Contudo, adequam-se rapidamente aos horários e rotinas dos donos. Por isso, quando os donos saem para trabalhar, por exemplo, normalmente os furões aproveitam para descansar.

Para garantir uma vida feliz e saudável, os furões necessitam de:

  • Uma gaiola para ficarem guardados quando não está ninguém em casa;
  • Um abrigo escuro para poderem descansar;
  • Folhas de jornal para usarem como WC;
  • Brinquedos para se divertirem;
  • Trela e peitoral para passearem ao ar livre;
  • Comedouro e bebedouro.

Resumo

Sem o saberem, os animais conseguem proporcionar-nos alegria e companhia e até contribuem para a nossa saúde física e mental.

Para quem deseja ter um animal, mas as rotinas e estilo de vida não permitem ter um gato ou cão, os animais de estimação pequenos são os mais indicados. Estes requerem menos atenção e menos espaço, do que um gato ou um cão, por exemplo, para serem felizes e continuam a ser uma excelente companhia.

Autor

A Catarina adora passar tempo em família, ver séries e não dispensa um bom livro. Descobriu recentemente o gosto pela escrita e por partilhar dicas e ideias sobre Casa e Decoração.

Comentários